Política Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011, 21:13 - A | A

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011, 21h:13 - A | A

COPA DO MUNDO

Obras de desbloqueio estão muito lentas, afirma deputado Zeca Viana

Parlamentar, que é vice-presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras da Copa, diz que andamento das intervenções para facilitar fluxo de trânsito não está dentro da normalidade e exige mais rapidez

 

Mayke Toscano/Hipernotícias

 

O vice-presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras da Copa de 2014 da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Zeca Viana (PDT), avaliou como lento o andamento das obras de desbloqueio em Cuiabá e Várzea Grande.

As obras são intervenções realizadas para alargar ou pavimentar ruas e avenidas que servirão de alternativa para o trânsito durante a execução das grandes obras de mobilidade urbana -- como os viadutos, trincheiras e o corredor do veículo leve sobre trilhos (VLT) – para preparar a Região Metropolitana de Cuiabá (RMC) para receber jogos Copa do Mundo de Futebol em 2014.

Zeca Viana participou, na tarde desta quinta-feira (15), de uma vistoria a três obras que a Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) está realizando na região norte de Cuiabá, sendo duas de desbloqueio. Parte do cronograma de trabalho da Comissão de Acompanhamento, a vistoria contou também com os deputados Sérgio Ricardo e Wagner Ramos e o secretário Eder Moraes, bem como técnicos da Assembleia Legislativa e da Secopa.

As obras visitadas visam servir de alternativa para os motoristas da região do Grande CPA, assim que as obras principais – para abertura de corredores do VLT -- iniciarem na Avenida Rubens de Mendonça. “Esta é a principal preocupação. Essas obras de desbloqueio ainda estão entre 10% e 25% da sua fase de execução, sendo que estamos a dois anos e meio da Copa de 2014 e as obras de maior vulto sequer foram licitadas. Vejo uma morosidade nesse processo”, falou Viana.

Os deputados visitaram a obras de duplicação da Avenida Juliano Costa Marques; de duplicação da Avenida Gonçalo Antunes de Barros (Jurumirim), ponte sobre o córrego Gumitá; Centro Olímpico de Treinamento (COT) e a interligação do COT Morada da Serra até a Avenida André Maggi (no Centro Político Administrativo).

Zeca Viana externou ainda preocupação com o período de chuvas, que iniciou neste final de ano e vai até março. “Espero sinceramente que a partir do ano que vem, com os processos licitatórios já definidos, as obras de desbloqueio entrem em um ritmo acelerado. Pois temos que entrar na fase de grandes obras, sob pena de transformar Cuiabá em uma cidade intransitável”, finalizou Viana. (Com informações da assessoria)

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros