Artigos Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011, 07:00 - A | A

Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011, 07h:00 - A | A

Controle 1

Homem dotado de grande saber, Pedro II compreendia, como poucos, que a ‘imprensa livre’ assegura a afirmação democrática do povo e reforça a vigilância contra os malfeitores que agem à sorrelfa dos interesses nacionais. Infelizmente, nem todos agem assim

PAULO LEITE

Divulgação

Durante seu longo reinado, D. Pedro II foi absolutamente tolerante com a imprensa. Injustamente atacado por republicanos e maliciosamente ironizado por chargistas da época, manteve-se sempre fiel ao seu compromisso intelectual de garantir a liberdade de expressão.

Embora vítima de inúmeras escaramuças políticas, seu governo sempre manteve intactas as instituições nacionais. D. Pedro convivia com a crítica de maneira soberana e manteve sua autoridade moral inquestionável até mesmo diante da deposição. Durante 49 anos, o imperador administrou o país respeitando o direito à livre manifestação.

Ao contrário, os republicanos, logo que tomaram o poder, impuseram pesada censura à imprensa. A mordaça coincidiu exatamente com a derrocada ética dos principais institutos políticos do país.

Homem dotado de grande saber, Pedro II compreendia, como poucos, que a ‘imprensa livre’ assegura a afirmação democrática do povo e reforça a vigilância contra os malfeitores que agem à sorrelfa dos interesses nacionais.

Infelizmente, alguns arautos da desconfiança voltaram a defender o controle da imprensa, principalmente num momento de absoluta fragilidade das oposições. Derrotados nas urnas, vilipendiados pela força da maioria no Congresso Nacional e perdidos em conceitos eleitorais defasados, os partidos opositores mal conseguem sobreviver ao rolo compressor político do governo.

O projeto de controle da mídia, perpetrado nos desvãos ideológicos do PT, tem como único objetivo esmagar a oposição. Aliás, ainda existe o contraditório neste país, graças ao trabalho incansável do jornalismo investigativo, que não se acomodou e nem sucumbiu diante da imensurável força dos donos do poder.

No final de semana, por exemplo, a revista Veja trouxe mais uma denúncia de corrupção contra o governo federal, desta vez, envolvendo o ministro Orlando Silva, dos Esportes.

Qualquer proposta que limite o papel fiscalizador da imprensa, calando-a, controlando-a; significa sufocar nossa liberdade, asfixiando nossa essência democrática. Lembre-se de Dom Pedro II... Para enxergar o futuro com clareza, precisamos olhar sem receio para os exemplos do passado.

EXTERIOR

Blairo Maggi agendou para o segundo semestre de 2012, uma licença de quatro meses do Senado. Ele quer freqüentar cursos de qualificação política no exterior. Até aí, tudo bem... Mas, neste período, as coisas estarão fervendo mesmo é no interior, com as eleições municipais, onde a presença de Maggi será fundamental para os planos do PR.

FM

Enquanto o governador Silval Barbosa entregava casas populares em Várzea Grande, com a presença de políticos da vários matizes, na segunda-feira de manhã, o prefeito interino Tião da Zaeli preferia conceder entrevista ao programa Cidade Independente, da Rádio Cidade FM. Na emissora, Zaeli desancou o senador Jaime Campos, o político mais aplaudido durante a cerimônia.

MUNIÇÃO

Alguém aí tem notícias de Luiz Antonio Pagot? Acostumado à ribalta, após uma década no poder, Pagot submergiu no oceano do esquecimento. Seus aliados, no entanto, dizem que ele tem munição suficiente para afundar o barco do PT. Dia destes, ele rompeu o silêncio para dizer que teria muito para contar numa CPI.

FESTA

“Em festa de nhambu, jacu não entra”, diz o ditado. Pois bem, Carlos Brito esperou até a última hora para definir sua filiação partidária, antes do prazo fatal para inscrição, de acordo com o calendário eleitoral. Conversava com o DEM e o PR, mas a ida de Roberto França para o primeiro e de Éder Moraes para o segundo, levou Brito a optar pelo PSD.

CASAL

Zé Domingos deixou o DEM, mas sua esposa Itamara Fraga continua filiada ao partido. Ela, inclusive, ensaia candidatura nas eleições de 2012. Quer ser prefeita de Sorriso.

(*) PAULO LEITE é jornalista e publicitário e escreve para o Diário de Cuiabá e HiperNoticias.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros