Domingo, 19 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Política Quinta-feira, 18 de Abril de 2024, 08:45 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 18 de Abril de 2024, 08h:45 - A | A

"CLIMÃO" NO PL

Medeiros nega "veto" de Bolsonaro a Dorner em Sinop: "não privilegiou ninguém"; veja vídeo

Conforme deputado federal, o ex-presidente da República não organizou o palanque do ato político na cidade

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

O deputado federal José Medeiros (PL) colocou panos quentes sobre o climão entre o ex-presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PL), e o prefeito de Sinop (a 500 km de Cuiabá), Roberto Dorner (PL). O prefeito foi impedido por seguranças de ficar ao lado de Bolsonaro, que desfilou em carro aberto pela cidade, nesta quarta-feira (17), com a empresária Mirtes da Transterra, que aderiu recentemente ao partido NOVO. Conforme Medeiros, Bolsonaro não foi responsável pela organização do ato político e não houve "veto" a Dorner.

LEIA MAIS: Bolsonaro almoça com Mirtes e Dorner, mas prefeito fica no lado oposto da mesa; veja vídeos

"Aqui não foi ele que organizou nem palanque, nem trio, nem nada. O presidente não vetou ninguém, não privilegiou ninguém e recebeu a todos que o procuraram", afirmou o deputado federal. 

O prefeito tenta se aproximar de Bolsonaro para puxar seus votos desde a vinda do ex-presidente a Cuiabá, em 8 de abril. Porém, a maioria das investidas para ganhar a simpatia do "capitão" tem sido frustrada. Apenas no aeroporto de Sinop, foram duas. Logo no desembarque, Dorner se expremeu na multidão de seguidores para receber Bolsonaro, porém, os seguranças o barraram e o posicionaram com os demais. Depois disso, a primeira-dama, Scheila Pedroso da Silva, foi obrigada a descer do carro em que desfilaria com o ex-presidente.

Medeiros tentou aliviar a tensão gerada entre os dois e focou sua fala na dimensão do público que passou o dia seguindo Bolsonaro pela cidade. 

"Ele sai daqui impressionado, pois público desse tamanho ele está acostumado nas grandes capitais e, aqui, nós estamos no interior de Mato Grosso e dá para notar um público maiúsculo", avaliou. 

Dorner foi convidado pelo presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, para deixar o Republicanos e pleitear a reeleição pela sigla. Ao chegar, o prefeito foi rejeitado e se desfiliou. Porém, repensou seu posicionamento político e voltou ao grupo por não ter espaço em outras legendas.

VEJA VÍDEO

* Vídeos: Reprodução/Mayla Miranda

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros