Sábado, 23 de Maio de 2020, 08h:00

Tamanho do texto A - A+

Empresários fazem boa ação e entregam 111 caixas de leite para abrigo de idosos

Por: RAYNNA NICOLAS

Dois empresários da baixada cuiabana realizaram na última quarta-feira (20) a doação de mais de 100 caixas de leite ao Abrigo de Idosos São Vicente de Paulo, em Várzea Grande. A Corrente do Bem, que contou com a participação de várias empresas, veio como um socorro ao abrigo que passa por dificuldades em decorrência da crise causada pela pandemia de Covid-19, o novo coronavírus.

Reprodução/WhatsApp

doação de leite abrigo 1

 

No início da pandemia, Roberto Ribeiro, um dos proprietários da Peixaria 4R e idealizador da Corrente do Bem, já havia realizado outra ação solidária. Na ocasião, a peixaria entregou marmitas gratuitas a caminhoneiros e pessoas em situação de vulnerabilidade.

Ao HNT/HiperNotícias, Roberto disse que ao saber da necessidade do Abrigo de Idosos, decidiu realizar a nova ação, com a ajuda do amigo e também empresário, Kayan Serantes. Ao todo, foram arrecadadas 111 caixas de leite, o equivalente a 1.338 litros.

“Eu vi nos noticiários que o abrigo, que hoje contempla 63 idosos, estava precisando de doação de leite. Eles consomem 40 litros de leite por dia e devido a essa pandemia, as doações diminuíram bastante, eles chegaram a ficar sem o leite, então a gente se mobilizou”, disse o empresário.

Segundo Roberto, a campanha teria duração de um mês, mas devido à urgência da situação, o resultado foi alcançado em apenas 10 dias.

“Como essa pandemia afetou todo mundo, eu e o Kayan, da Espeto Serantes, decidimos que precisávamos fazer alguma coisa, então fomos atrás das empresas para arrecadar o leite. Nós íamos fazer isso durante 30 dias, mas devido a necessidade do abrigo, fizemos em 10 dias e foram dias intensos, de muita correria, no final conseguimos apoio de cerca de 30 empresas”, explicou.

Para o empresário, apesar da correria, o momento da entrega foi gratificante. As 111 caixas de leite doadas devem suprir a demanda do abrigo por um mês.

“O sentimento é de gratidão total. É emocionante poder ajudar as pessoas que estavam precisando. Minha sensação é de dever cumprido em poder ajudar, apesar da exaustão devido à intensidade e correria em curto espaço de tempo, mas hoje estou completamente feliz”, completou.

Depois de duas ações bem sucedidas, Roberto ainda disse que pretende continuar idealizando novas campanhas solidárias.

“Já fiz a entrega de marmitas para os caminhoneiros, a doação de leite para o Abrigo e não pretendo parar, futuramente vamos pensar em outra ação para podermos ajudar as pessoas que necessitam”, finalizou.

Credito: Reprodução/WhatsApp
Credito: Reprodução/WhatsApp
Credito: Reprodução/WhatsApp
Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei