Quinta-Feira, 02 de Janeiro de 2020, 08h:36

Tamanho do texto A - A+

Ansiedade

Por: EDUARDO POVOAS

Arquivo pessoal

Eduardo Povoas

Nunca fui ou pensei ser pastor ou padre. Nunca tive o dom de convencimento de ninguém sobre nenhum assunto. Jamais tentei convencer pessoas que isto é melhor que aquilo, que isto funciona e aquilo não, mas confesso-lhes que nestes últimos dias isso tem me deixado ansioso, com uma vontade imensa de dizer à aqueles que considero, algumas coisas com o único intuito de fazer um depoimento das coisas que vem acontecendo comigo.

Por ser coisas que jamais prejudicarão a quem quer que seja, resolvi colocar minha cara a tapa, como sempre coloquei, única e exclusivamente para registrar os enormes e impagáveis milagres que Jesus me presenteou neste ano.

Aqueles que me leem, sabem muito bem do ano difícil que minha família passou em 2019, com injustiças, problemas de saúde etc.

Passamos este ano como se estivéssemos correndo uma prova de duzentos metros com obstáculos. Pulávamos um, vinha outro e assim por diante.

Pulamos todos e estamos chegando ao pódio para recebermos a medalha de ouro.

Claro, ninguém da família é atleta para conseguir tal feito sozinho.

Ninguém consegue um pódio sem ter dificuldades quase insuperáveis pela frente.

Amigo se o que você está lendo não te convencerá, esta não é a finalidade destas linhas, a finalidade é só e unicamente, dizer pra você que, se és católico e algum dia teve dúvidas sobre a presença de Deus, não tenha, Ele é real e existe MESMO.

Na nossa corrida de duzentos metros, as barreiras só foram transpostas pois a cada obstáculo sentia a delicadeza de sua mão ao levantar minhas pernas para conseguir o feito.

Confie, agradeça, demonstre a Ele sua segurança quanto a sua presença. Não necessariamente o chame de Senhor, pode chama-lo de amigo, cara, você ou outra coisa que preferir, Ele pouco liga para isso, mas nunca duvides que Ele sempre te conhecerá pela fé que tens no seu coração.

Me perdoe se escrevi uma bobagem para você ler, mas o que tenho recebido Dele nestes dias, me obrigou a lhe mostrar esta nova estrada. Lembre-se é melhor consertar a velha estrada do que fazer uma nova. Faça este caminho, Jesus te espera no final. Não se preocupe com as barreiras. Suas mãos, aquelas que me ajudaram, te ajudarão também. 

Nada Ele te pede, porem você só chegará até Ele através da fé!

Envolto na felicidade que sinto neste momento é que sento em frente ao meu computador para escrever este depoimento e dividi-lo com você, pois tenho certeza de que também poderá recebe-la.

 

(*) EDUARDO PÓVOAS é odontólogo.



Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto