Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 14h:51

Tamanho do texto A - A+

Mulher abandona filha de três anos para ir a festas

A pequena Kristina sentia tanta fome que chegou a tentar comer detergente em pó. Ela foi encontrada nua e desnutrida no apartamento, que estava cheio de lixo. Segundo o processo, a menina já havia comido tudo que havia em casa

Por: O DIA

Reprodução

Uma mulher de 21 anos confessou ser a culpada pelo assassinato da sua própria filha de três anos, a quem deixou em casa sozinha durante sete dias. A menina acabou morrendo de fome. O caso aconteceu na cidade de Kirov, na Rússia. As informações são do jornal português Correio da Manhã. Maria Plenkina enfrenta uma pena de prisão de oito a 20 anos, pelo homicídio da própria filha.
De acordo com os relatórios judiciais, a menina Kristina sentia tanta fome que chegou a tentar comer detergente em pó. Ela foi encontrada nua e desnutrida no apartamento, que estava cheio de lixo. Segundo o processo, a menina já havia comido tudo que havia em casa: um iogurte, frango e salsichas.
A criança foi encontrada pela avó, de 47 anos. A investigação criminal concluiu que a menina ficou sozinha durante sete dias, de 13 a 20 de fevereiro de 2019. Maria Plenkina teria mentido aos amigos, dizendo que a filha com um parente.
No período em que deixou a filha sozinha, Maria divertia-se em boates e bares com uma amiga. Pouco tempos antes, tinha terminado a relação com o namorado.
Em tribunal, a mulher confessou o assassinato da filha, alegando ainda assim que não era a sua intenção matá-la.
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei