Política Sexta-feira, 03 de Junho de 2011, 15:26 - A | A

Sexta-feira, 03 de Junho de 2011, 15h:26 - A | A

Silval faz exigências para retomar PAC e evitar surpresas desagradáveis

Governador de Mato Grosso não quer ver repetição do "filme" que levou gente para prisão

HÉRICA TEIXEIRA

Jana Pessôa/Secom-MT
Governador Silval Barbosa aproveitou início do Parlamento Amazônico para falar sobre o PAC e exigir seriedade
O governo do Estado acerta os últimos detalhes para assumir em definitivo as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Cuiabá e Várzea Grande. O governador Silval Barbosa (PMDB) fez algumas exigências para não ter mais surpresas na retomada dos serviços, que foram passados para o Executivo estadual pelos dois municípios.

Silval abordou o assunto nesta sexta-feira (03), em entrevista coletiva, durante reunião com deputados estaduais de Mato Grosso, que estavam presentes para participar do Parlamento Amazônico.

O governador enumerou exigências feitas para que o Estado fique com a responsabilidade de concluir as obras do PAC nas duas maiores cidades de Mato Grosso, que estão paradas desde agosto de 2009. “É necessário renovar os prazos para entrega das obras, fazer a integração entre os ministérios das Cidades e do Planejamento e das empreiteiras e também dos governos das cidades em que as obras do PAC estão previstas de acontecer”, frisou.

O governador acrescentou ainda ter interesse em fazer novas licitações para dar continuidade aos trabalhos e que ainda em junho sai a definição de quem vai prosseguir com as obras. “Quero que o estado tenha autonomia para licitar tudo de novo”, pontuou Silval.

O procurador do Município de Cuiabá, Fernando Biral de Freitas, confirmou repasse das obras para o Estado. Afirmou que a negociação está avançada e que o governador pediu um prazo maior para entregar as obras concluídas. “Quando as obras do PAC iniciaram, a data prevista para o término seria em dezembro de 2011, mas com prazo apertado, governo precisa de mais tempo”, disse.

EM BRASÍLIA

Em entrevista na Assembleia Legislativa, o governador Silval Barbosa (PMDB), fez um breve resumo da viagem que fez a Brasília para participar de reuniões com a presidente Dilma Roussef (PT). Dentre as pautas discutidas, estão a da construção da ferrovia do Centro-Oeste, a liberação de recursos para as obras do PAC 2, Copa 2014 e um projeto que o governador chamou de "audacioso" denominado Brasil Sem Fome, que é um trabalho entre os estados e municípios para erradicar a miséria no país.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros