Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020, 17h:12

Tamanho do texto A - A+

Servidora denuncia pagamento parcial de salário e cortes em auxílios e horas extras

Por: JOELMA PONTES

Uma servidora da prefeitura de Cuiabá, que por temer represálias preferiu não se identificar, denunciou ao HNT/HiperNotícias que o salário referente ao mês de fevereiro, depositado no último dia 31, foi pago de forma parcial e que até o auxílio transporte dos funcionários foi cortados. 

Alan Cosme/HiperNoticias

prefeitura de cuiaba

 

De acordo com a servidora, também foram cortados os adicionais de insalubridade noturno dos plantonistas, técnicos e outros profissionais como vigias das policlínas, por exemplo, que não receberam o auxílio transporte.

Por meio de nota, a prefeitura de Cuiabá informou que uma decisão em conjunto com a Secretaria de Fazenda foi determinante na decisão sobre os cortes - que não foram comunicados com antecedência aos servidores.

Conforme o município, os pagamentos extras, como das horas excedentes dos servidores da Educação, serão efetuados em folha suplementar. A Prefeitura esclarece que a quitação será efetuada ainda na primeira quinzena do mês de abril.

Salário poderá atrasar

O prefeito da Capital Emanuel Pinheiro (MDB) anunciou, nesta segunda-feira (30), que o pagamento dos 18 mil servidores poderá atrasar nos próximos meses, devido à pandemia da Covid-19, o coronavírus, que já reflete na arrecadação municipal. 

Segundo o prefeito, o município trabalha com projeções de queda que podem chegar a 35% na arrecadação, que devem ser vistas a partir do mês de abril, já que em fevereiro os estabelecimentos comerciais mantiveram suas atividades regulares.

Pinheiro adiantou que os reflexos da pandemia comprometeram  a arrecadação do mês de março, porém, em menor escala a contar os últimos 15 dias do mês.

“O impacto vem. Já sentimos no mês de março, em que tivemos queda, principalmente no Fundo de Participação dos Municípios. Deu uma baqueada”, disse o prefeito ao admitir que não esperava pelo “leve” declínio financeiro já que R$ 8 milhões deixaram de entrar nos cofres da prefeitura. A previsão para abril é que o Executivo municipal amargue um prejuízo ainda maior, podendo chegar a R$ 30 milhões.

Avalie esta matéria: Gostei +3 | Não gostei



2 Comentários

fernanda lima - 02/04/2020

Gente, mal a pandemia começou e já cortaram o salario de fevereiro dos profissionais da prefeitura, com que justificativa, pois arrecadação não tinha nem diminuído ainda. Lamentável a prefeitura se aproveitar da crise para não pagar, os profissionais de diversas secretarias e principalmente da saúde, que estão correndo risco de vida e tem seus salários cortados.. que País é este e não respeita a situação do pessoal da saúde que nem mascara tem pra trabalhar e agora nem salario direito...que vergonha Prefeito Emanuel...

Crítico - 02/04/2020

Prefeito que aluga casa ABANDONADA podemos esperar o que?

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA







Mais Comentadas