Política Segunda-feira, 31 de Outubro de 2011, 14:00 - A | A

Segunda-feira, 31 de Outubro de 2011, 14h:00 - A | A

FUTUROLOGIA

PDT nacional quer Taques candidato ao governo, mas Mauro ‘atrapalha’

Manoel Dias, secretário-geral do diretório nacional disse que partido não abre mão de ter senador no Palácio Paiaguás, mas o próprio parlamentar afirmou em campanha e depois que cumpriria todo o mandato de 8 anos

 

Mayke Toscano/Hipernotícias

Senador Pedro Taques é mencionado para concorrer ao governo em 2014, mas existe o empresário Mauro Mendes

 

O PDT nacional não abre mão de ter o senador Pedro Taques como candidato ao governo de Mato Grosso. Isso ficou claro na entrevista que o secretário-geral do diretório nacional da sigla, Manoel Dias, concedeu no fim de semana ao HiperNoticias.

“É o nosso candidato, tem todos os predicados necessários, é honesto, sério e temos certeza que no governo, fará uma gestão ética e que responda às demandas e expectativas do povo do Mato Grosso”, enfatizou Dias.

Ocorre que em Mato Grosso o novo presidente pedetista, eleito no último sábado (29), deputado estadual Zeca Viana, avisou que o partido tem inclinação de lançar o empresário Mauro Mendes, do PSB, ao governo em 2014, caso o socialista realmente decida-se disputar o Palácio Paiaguás.

É que PDT e PSB, além de PPS, integraram o Movimento Mato Grosso Muito Mais, em 2010 e verbalizaram intenção de continuarem juntos no pleito municipal de 2012 e por consequência nas eleições estaduais, dois anos depois.

“Se ele (Mauro) for candidato ano que vem e ganhar a eleição ele não vai concorrer a governador, aí sim o Pedro (Taques) fica credenciado a disputar a governador, agora se o Mauro não for candidato em 2012, ele vai ser o nosso candidato em 2014”, afirmou Viana, avaliando que não dá para um prefeito fazer um trabalho à altura de Cuiabá com apenas dois anos de mandato, por isso, aposta que, em caso de vitória, Mendes cumpriria os quatro anos de gestão.

Nesse sentido o próprio senador é comedido e não assume sequer a intenção de pré-candidatura. Candidatura só existe após as convenções, o que eu quero é fortalecer o meu mandato de senador, trabalhar pelo Estado de Mato Grosso”, desconversou.

Mas para Manoel Dias, em que pesem as peculiaridades regionais, Pedro Taques é maior do que isso e mesmo que insista em minimizar as discussões em torno desse assunto, a nacional do PDT aposta no nome do senador ao governo, em 2014.

“Ele é um soldado do partido e que o partido precisar e entender que esse é o caminho o Pedro Taques está à disposição”, completou o secretário-geral.
2012

Para Zeca Viana, mesmo garimpando nomes que possam eventualmente ser convocados para disputas a prefeitura cuiabana, o “PDT tem um compromisso moral e de fidelidade com Mauro Mendes e não podemos ser ingratos com ele”.

Viana ressaltou que o PDT tem nomes para disputar a prefeitura, mas também vai priorizar Mauro Mendes no pleito municipal.

“Eles no ajudou muito na eleição de 2010 e se ele for candidato e o PDT vai acompanhar projeto dele sem dúvida alguma, para a Prefeitura de Cuiabá”, disse o presidente pedetista.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

RONALDO 01/11/2011

É DR PEDRO,QUEM ESTA ATRALAHNDO E O SENHOR,O ACORDO ERA PARA O MAURO MENDES SER CANDIDATO AO GOVERNO

Elona Gay 31/10/2011

DEFENDO QUE O PDT TENHA CANDIDATURA PROPIA EM CUIABA,PELO MENOS EM AQUI NA CUIABA,JÁ QUE NO RESTO DO ESTADO NAO TERÁ. COM TANTOS NOMES DE PESO PRA QUER APOIAR MAURO MENDES, AFINAL SÃO POUCOS PARTIDOS QUE TEM O PRIVILIEGIO TER QUATRO OU CINCO NOMES COM CHANCES REAIS,COMO E O CASO DO PDT EM CUIABA, TEM O HELIO SILVA, ADRIANA VANDONI, SINOHARA, KAMIL FARES, ADEVAIR CABRAL, DITO LAMBAMBA E A GRANDE LÍDER PAOLA REIS. QUALQUE UM DESSES GANHA DE LAVADA.

Marcelo 31/10/2011

O Senador Pedro Taques, não deve vir para GOverno, por que ele mesmo disse que não apoia ninguem que utiliza o cargo como trampulim, entaõ o Senador vai ficar 08 anos no senado ai depois´ele vem se lança ao que quer

3 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros