Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Política Terça-feira, 25 de Outubro de 2016, 13:53 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 25 de Outubro de 2016, 13h:53 - A | A

CASO CARAMURU

Grandes investigações estão em andamento e vão surpreender muita gente, avisa Prado

PABLO RODRIGO

O procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, Paulo Prado, assegura imparcialidade em todas as investigações e que os promotores mato-grossenses estão "passando o Estado a limpo".

 

A declaração ocorreu a após a denúncia de uma "possível prevaricação" por parte de um promotor de Justiça. Paulo Prado também disse que "grandes" investigações estão em andamento e que surpreenderá muita gente.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

paulo prado

 

"Repudio essas declarações e essa tentativa de envolver o Ministério Público no processo eleitoral. O Ministério Público garante que qualquer cidadão deste Estado que se existir fatos para serem investigados, iremos investigar independente de quem quer que seja. Prova disso são as operações e prisões que realizamos nos últimos anos. Todas contra pessoas poderosas. Em qual Estado se tem ex-governador, ex-secretários presos?. Nossos promotores enfrentam dragões para passar esse estado a limpo", disse Paulo Prado, em entrevista ao Hipernoticias.

 

O procurador de Justiça garante que o MPE não irá ser usado em hipótese alguma no processo eleitoral. "Estão tentando provocar o Ministério Público, mas nós não caímos em provocações. Trabalhamos com fatos concretos. E sempre atuamos conforme estabelece a legislação. E nenhum membro do Ministério Público será usado para fins eleitoreiros", disse.

 

A resposta veio depois que a candidatura de Wilson Santos (PSDB) protocolou uma denúncia na Delegacia Fazendária (Defaz) sobre supostas irregularidades no processo de concessão de incentivos fiscais à empresa Caramuru Alimentos S.A e que era de conhecimento do seu adversário à prefeitura de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB).

 

Conforme a denúncia, um promotor de Justiça denominado "Sérgio" teria recebido a denúncia, porém orientou que a fosse encaminhada ao MPE, após o processo eleitoral, o que poderia configurar-se "prevaricação" por parte do promotor de justiça.

 

Prado defendeu os dois promotores de Justiça que se chamam "Sérgio". 

 

"Os promotores de Justiça  Antônio Sérgio Cordeiro Piedade e Sérgio Silva da Costa são homens honrados. Acostumados a enfrentar dragões e não lagartixas. Jamais teriam uma atitude dessas. Estão à frente de investigações maiores do que se imaginam", explicou.

 

"O Ministério Público de Mato Grosso é sério de homens e mulheres com honra e coragem. Por mais que tentem macular a imagem do MP, não vão conseguir. Só olhar os resultados de nossas investigações. E novas investigações estão em andamento e irá colocar muita gente poderosa atrás das grades. Não é a primeira vez que nos provocam para tentar saber o que estamos investigando. Mas em breve teremos grandes novidades", finalizou.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

carinha 25/10/2016

xximmmmmmmmmmmmmmm

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros