Política Quinta-feira, 21 de Julho de 2011, 11:08 - A | A

Quinta-feira, 21 de Julho de 2011, 11h:08 - A | A

'REBELDES'

Comissão de Ética garante que vai expulsar vereadores Totó e Neviton

Parlamentares do PRTB de Cuiabá já foram advertidos por não cumprirem regras estabelecidades pelo estatuto do partido

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

 

Mayke Toscano/Hipernotícias
Néviton Fagundes (foto) e Totó César correm risco de serem expulsos do PRTB, conforme garante a Executiva Nacional

 

Apesar de dizerem que não serão expulsos do partido, os vereadores de Cuiabá Totó César e Néviton Fagundes (ambos do PRTB), serão expulsos, conforme garante o presidente da Comissão de Ética da Executiva Nacional, Marcelo Duarte.

O processo de expulsão dos vereadores ainda não está concluso. A Executiva Nacional quer expulsão dos parlamentares por não cumprimento do regimento interno e a falta de pagamento da contribuição partidária. Cada um dos parlamentares deve R$ 40 mil ao partido.

O presidente da comissão da Executiva Nacional, Marcelo Duarte, disse que o primeiro processo aos parlamentares foi de suspensão por não atenderem ao regimento do partido. No entanto, os vereadores não pararam de infringir normas. “Eles continuaram reiteradas vezes a desrespeitar o partido e por isso, hoje não temos mais conversa, apenas vamos deixar que a Justiça solucione o caso”, confirma Duarte.

Apesar disso, Marcelo Duarte disse acreditar que parlamentares irão terminar o mandato, pois a Justiça demora na conclusão da ação, que mesmo sendo protocolada no inicio do ano, até agora nenhuma decisão foi tomada. “Devido a morosidade, acredito que os vereadores irão conseguir terminar o mandato”, declarou.

Marcelo disse ainda que, após resultado da decisão da Justiça, o PRTB vai entrar com uma outra ação pedindo valores que os parlamentares não pagam desde que assumiram cargo. “Iremos entrar com uma outra ação após decisão da Justiça, desta vez para cobrar a contribuição partidária que eles nunca pagaram”, concluiu.

OUTRO LADO

Totó César foi procurado, mas não atendeu às ligações. No entanto, o vereador sempre defendeu sua permanência no partido e até citou que para as eleições municipais do ano que vem faria aliança ara concorrer novamente a vereador por Cuiabá.

Néviton Fagundes também não atendeu as ligações, sempre evitou falar do assunto no plenário da Câmara e nos bastidores políticos.



Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros