Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Política Segunda-feira, 19 de Setembro de 2016, 13:38 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 19 de Setembro de 2016, 13h:38 - A | A

NO VERMELHO

Candidatos gastam mais do que arrecadam e dívida chega a R$ 3 milhões; Emanuel lidera

RENAN MARCEL

A duas semanas para o dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas decidir quem será o próximo prefeito de Cuiabá, três dos seis candidatos da Capital declaram que estão gastando mais do que conseguiram arrecadar até o momento. Juntos, eles somam uma dívida de pouco mais de R$ 3,4 milhões.

 

Reprodução/HiperNoticias

emanuel wilson serys

 

Candidato pela coligação “Um novo prefeito para Cuiabá”, o deputado estadual Emanuel Pinheiro (PMDB) lidera a lista dos devedores. Conforme os dados declarados à Justiça eleitoral de Mato Grosso, Pinheiro conseguiu arrecadar R$ 798 mil desde o começo da campanha. Mas contratou despesas que somam R$ 3,066 milhões.  Dos quais apenas R$ 588 mil foram pagos. Ou seja, ainda há uma dívida de R$ 2,4 milhões.

 

Em seguida está o também deputado estadual Wilson Santos (PSDB), que encabeça a coligação “Dante de Oliveira”. O tucano arrecadou R$ 396 mil e gastou R$ 1,171 milhão. Desse valor, somente R$ 260 mil foram quitados. O que gera uma dívida de R$ 911 mil.

 

Por sua vez, Serys Slhessarenko (PRB), da coligação “Cuiabá levada a sério”, apresenta uma dívida de R$ 32,2 mil. A ex-senadora angariou aproximadamente R$ 298 mil e gastou R$ 309 mil na campanha, dos quais R$ 277 mil foram pagos até o momento. 

 

Em comum, os três investiram os maiores valores com serviços referentes à comunicação e ao marketing da campanha eleitoral.

 

Os candidatos Julier Sebastião (PDT) e Renato Santtana (Rede) mantiveram os gastos dentro da margem de arrecadação. Enquanto o ex-juiz federal apresenta saldo de R$ 229 mil, Renato, tem menor valor em caixa: R$ 2,6 mil.

 

Líder nas pesquisas de intenção de votos, o Procurador Mauro (Psol) ainda não teve as despesas lançadas no sistema de divulgação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Sua arrecadação foi de R$ 117 mil. 

 

Os números foram apurados junto ao Tribunal na manhã desta segunda-feira. Segundo a assessoria de imprensa da candidata, Serys declarou dívida referente a pessoal de R$ 32 mil. Conforme documento encaminhado à redação, há um saldo de R$ 102,9 mil de "sobras de campanha", ou seja, o dinheiro que está na conta ainda não foi gasto. Portanto, dá para pagar a dívida declarada.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros