Política Segunda-feira, 27 de Junho de 2022, 11:40 - A | A

Segunda-feira, 27 de Junho de 2022, 11h:40 - A | A

CASA DIGITAL MT

Botelho diz que se sentiu ludibriado, embora participação na abertura de reality show; veja vídeo

Presidente disse ainda que vai analisar melhor os projetos "daqui para frente"

ALEXANDRA LOPES
Da Redação

MAURICIO BARBANT / ALMT

image

Em meio à polêmica da 'Casa Digital MT', o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (UB), afirmou, nesta segunda-feira (27), que daqui para frente vai analisar melhor os projetos antes de destinar recursos das emendas parlamentares. Informou ainda que se sentiu ludibridiado quando tomou conhecimento de que o projeto para qual destinou R$ 450 mil teve outra finalidade. Vale ressaltar que Botelho foi ao evento de lançamento do programa, na última semana.

“Daqui pra frente eu vou analisar melhor os projetos, porque, na verdade, você traz uma ideia pro deputado pra colocar no orçamento. Deputado coloca no orçamento. Aí não somos nós que analisamos o que que vai ser feito (com o dinheiro). Eu coloquei no orçamento para Secretaria de Cultura pra treinar influencers, para mostrar as belezas de Mato Grosso”, declarou Botelho.

“Estou envergonhado de ter sido ludibriado e usado pra isso. O objetivo não era esse, o objetivo era treinar mais de mil pessoas para ensinar eles a levarem a beleza de Mato Grosso a publicar o turismo, a gastronomia, era esse o intuito. Não tinha nada de confinamento. Então, eu tô pedindo pro Ministério Público tomar as providências, pedi pra Secretaria também", emendou.

Questionado sobre presença dele no evento, Botelho resumiu dizendo que não sabia que a Casa Digital se tratava de um programa nos moldes do Big Brother Brasil, da Rede Globo. Em um vídeo divulgado em seu perfil na rede social Instagram, o ex-deputado estadual Jajah Neves, idealizador do projeto, negou que o programa seja um reality show.

REPERCUSSÃO NACIONAL 

Reprodução

Botelho

 

Reportagem publicada nesta segunda pelo Jornal o Globo contradiz as informações de Jajah. O texto destaca print do extrato do termo de Fomento n° 0894-2022/Secel ref.ao Processo: Sece-Pro-2022/01750, o qual aponta que o objeto era justamente "realizar o reality influenciador Digital (Casa Digital)". Deixando claro o termo.

Jajah Neves acusou a imprensa de deturpar informações e defendeu a emenda de R$ 450 mil e paga pela Secretaria de Estado de Cultura, pois argumenta que se trata de dinheiro destinado à qualificação de digital influencers para promover a divulgação do potencial gastronômico e turístico de Mato Grosso.

 

LEIA MAIS: Ex-deputado diz que polêmico programa 'Casa Digital MT' não é reality show

“Na hora que eu cheguei lá (no evento) eu vi que a coisa não parecia bem. Não sabia como que seria. Eu vi que seria aula e depois que eu fui saber que tinha confinamento. Até então eu não sabia que tinha confinamento”, explicou Botelho.

O deputado ainda reforçou que pediu que MP investigue a iniciativa comandado por Jajah Neves, sugerindo, talvez, que uma das providência seria a devolução do montante. 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

joaoderondonopolis 27/06/2022

Ludibriado o deputado vai ver no resultado da reeleição.

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros