Terça-feira, 25 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

Política Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 17:39 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 17h:39 - A | A

EXTERNOU PESAR

Barbudo lamenta morte de Amália e diz que retorna à Câmara de "maneira que jamais gostaria"

Em seu primeiro pronunciamento após falecimento de deputada federal, o parlamentar se solidarizou com os familiares enlutados

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

O deputado federal Nelson Barbudo (PL) fez uma homenagem à Amália Barros (PL), titular do mandato ao qual foi conduzido nesta terça-feira (21). Em seu primeiro pronunciamento após a morte da correligionária, o deputado lamentou o falecimento de Amália depois de uma série de cirurgias para retirada de tumor no pâncreas e se solidarizou com os familiares. Barbudo destacou que não gostaria de ter retornado pela partida prematura da deputada federal, aos 39 anos. 

"Dadas às circunstâncias em que assumo esse mandato e por profundo respeito à família e à mémória da deputada Amália Barros, não me manifestei até que fosse convocado e empossado", disse o deputado. 

LEIA MAIS: Nelson Barbudo é empossado na Câmara dos Deputados na cadeira de Amália Barros; veja vídeo

O silêncio foi recomendado pelo presidente do PL em Mato Grosso, Ananias Filho, conforme noticiado pelo HNT. Nelson Barbudo ficou isolado em um sítio no interior do Estado até que a certidão de óbito de Amália fosse protocolada na Câmara e o presidente do Legislativo, Arthur Lira (PP-AL), reconhecesse a vacância da cadeira da deputada federal. 

"Não dei uma entrevista enquanto não fui convocado e empossado. Esse é o primeiro pronunciamento depois que soube da notícia", afirmou Barbudo. 

O deputado federal ainda externou que não desajava ter voltado à Câmara por esse motivo. "Volto a essa Câmara Federal com pesar, de uma maneira que jamais gostaria que tivesse acontecido, senhor presidente. Mas não cabe a nós questionar (sic) os desígnios de Deus. Rogo a Ele para que a tenha recebido para a vida eterna com o amor divino que todos nós mereceremos". 

CONDOLÊNCIAS AO VIÚVO DE AMÁLIA

Nelson Barbudo foi discreto até o momento da posse. A única aproximação feita com a família de Amália Barros foi o envio de uma mensagem ao produtor rural Thiago Boava, viúvo da deputada federal. Em entrevista exclusiva ao HNT, Thiago disse que Barbudo prestou suas condolências pelo WhatsApp. O contato aconteceu poucas horas depois que a morte de Amália foi confirmada, no dia 12 de maio. Segundo Thiago, Barbudo lamentou a morte da sua companheira e se solidarizou com a família. 

LEIA MAIS: Nelson Barbudo enviou condolências em mensagem a esposo de Amália Barros

ALMOÇO COM BOLSONARO

Pela manhã, Barbudo foi convidado para retomar suas atividades na Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). O deputado federal participou de uma reunião do grupo e foi recepcionado pelo ex-presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PL). Em seguida, ele almoçou com Jair, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e o ex-deputado federal, Nilson Leitão (PSDB). 

LEIA MAIS: Barbudo é recepcionado por Bolsonaro e convidado a retornar à Frente Parlamentar da Agropecuária

 

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Nelson Barbudo (@nelsonbarbudo)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

edilsonmartinstavares 21/05/2024

Vou fingir que acredito

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros