Justiça Quarta-feira, 18 de Maio de 2011, 13:32 - A | A

Quarta-feira, 18 de Maio de 2011, 13h:32 - A | A

DECEPÇÃO

Familiares das vítimas de acidente da Gol decidem recorrer contra juiz

Juiz condena pilotos americanos à prestação de serviços comunitários

A CRITICA/MANAUS

Após o choque e a decepção com a sentença do juiz federal Murilo Mendes, da Vara de Sinop (MT), que reverteu para serviços comunitários a pena de quatro anos e quatro meses de prisão a que foram condenados os pilotos norte-americanos que pilotavam o jato Legacy quando ele colidiu com o voo 1907 da Gol Linhas Aéreas, familiares das vítimas preparam a documentação para entrar com recurso contra a decisão, levando o caso ao Tribunal Regional Federal (TRF), em Brasília. O acidente, ocorrido dia 29 de setembro de 2006, matou 154 pessoas.

“Estamos preparando, também, nosso psicológico. Essa decisão gerou uma revolta muito grande. Com essa sentença, o juiz deu de presente aos pilotos não apenas a liberdade de continuar voando, mas a nossa dignidade. Não falo da dignidade das 154 vítimas ou das famílias, mas de toda uma nação”, criticou Rosane Gutjahr, viúva do empresário Rolf Gutjahr, morto no acidente quando viajava de Manaus para o Rio de Janeiro. Confira mais informações aqui.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros