Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Política Terça-feira, 22 de Novembro de 2016, 16:28 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 22 de Novembro de 2016, 16h:28 - A | A

RELAÇÕES INSTITUICIONAIS

Taques diz que atraso do duodécimo não deve provocar crise entre Poderes

RENAN MARCEL

O governador Pedro Taques (PSDB) descartou a existência de uma crise institucional com os demais poderes constituídos por conta do atraso no repasse do duodécimo. 

 

 

José Medeiros/Gcom

reunião Taques Maluf

 

O gestor afirma que mantém diálogo diário com os presidentes do Judiciário e do Legislativo e com o chefe do Ministério Público Estadual (MPE), além do Tribunal de Contas do Estado (TCE). 

 

Conta ainda que todos os líderes estão cientes da crise financeira que afeta o estado de Mato Grosso.

 

“Nós temos diálogo com eles e todos estão sabendo há mais de seis meses da crise [financeira]. Não existe crise [institucional] alguma”, afirmou na última segunda-feira (21), durante vistoria técnica da nova sede da Ciretran de Várzea Grande, no shopping da cidade.

 

Na semana passada, Taques reafirmou dificuldades financeiras e anunciou o atraso no repasse referente à quarta parcela do duodécimo, previsto para o dia 26 de novembro.

 

Os valores da quarta parcela são utilizados pelos órgãos para quitar a folha de pagamento, por isso gerou temor entre os servidores, preocupados com possível atraso nos salários. 

 

O TCE foi o primeiro a comunicar o impacto desse atraso aos servidores. Na última sexta-feira (18), anunciou que não deve mais pagar os servidores até o dia 30 de cada mês, devido ao atraso no repasse do duodécimo por parte do governo do Estado.

 

A medida foi anunciada em sessão do Tribunal Pleno, pelo presidente do TCE, conselheiro Antonio Joaquim. A previsão é de que o duodécimo só será repassado até o quinto dia útil do mês subsequente. Isso até junho de 2017, segundo o Executivo.

 

"Devo informar aos nossos servidores que o Tribunal de Contas que não tem como manter a rotina dos últimos anos, de pagar o salário todo dia 30. Essa é uma decisão involuntária, que não depende de nós", lamentou Antonio Joaquim na ocasião. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Carlos Nunes 22/11/2016

Como ficará o repasse prós Poderes no próximo mês, e no próximo, e em 2017. Ontem os telejornais informaram que o PIB Nacional terá queda em 2016 e 2017 também. O Consumo despencou, a arrecadação caiu. Espreme daqui, espreme dali, para ver se arranja dinheiro de algum lugar. Bolso de quem eles vão rapar? Alguém vai pagar a conta NA MARRA, sem choro nem vela. Rio de Janeiro, situação trágica; Rio Grande de Sul, situação trágica também. E Mato Grosso? Ficaram dependentes de repatriação do dinheiro dos sonegadores...o sonegador, que conseguiu dinheiro suspeito pra burro, e mandou pra fora, está salvando parte do Brasil. E viva os sonegadores! Acho que a situação até 2019 piora a beça; depois que diversos Centros Espiritualistas deram a notícia: JESUS tinha dado pró Brasil 50 anos para endireitar, e esse prazo termina agora em 2019. Já vivemos os últimos dias de encerramento de ciclo, encerramento significa colheita, cobrança, o que não endireitou por Amor, vai endireitar pela Dor. É bom que o povo brasileiro, milhões de devotos, continuem rezando, orando, diariamente, muitos pedem Justiça Divina - Ih! a mão de DEUS é pesada; e os planos de DEUS para o Brasil são maiores do que os planos dos homens. Que Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, nos proteja! Salve DEUS! Graças a DEUS!

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros