Sexta-Feira, 22 de Maio de 2020, 17h:34

Tamanho do texto A - A+

Prefeito retoma toque de recolher após aumento de casos de Covid-19

Por: WELLYNGTON SOUZA

O prefeito de Tangará da Serra (a 242 km de Cuiabá), Fábio Junqueira (MDB) anunciou na tarde desta sexta-feira (22), que vai retomar a partir de hoje, como forma de combate a disseminação da Covid-19, o coronavírus, o toque de recolher a partir das 20 horas às 6 horas do dia seguinte.

Reprodução

Fabio Junqueira prefeito de tangara

 

Conforme o prefeito, ele tem recebido inúmeros pedidos de cidadãos para que fosse retomado o toque de recolher como medida para evitar a disseminação do vírus.

"O toque de recolher é uma recomendação, mas com a evolução dos casos, temos recebido muitos pedidos para que se retome a medida e então estamos decretando novamente das 20 horas às 6 horas da manhã. O que estamos pedindo é para que as pessoas cumpram espontaneamente. Não vamos sair por aí mandando prender as pessoas, até mesmo porque aglomeração provoca transmissão do vírus”, disse durante uma transmissão no Facebook.

O gestor também determinou o isolamento domiciliar obrigatório de pessoas com mais de 70 anos, crianças de até 14 anos, doentes crônicos e pacientes imunodeprimidos, independentemente da idade.

As empresas que exercem atividades essenciais ficam obrigadas a monitorar diariamente os funcionários e, caso apresentem sintomas de Covid-19, eles deverão ser imediatamente encaminhados ao hospital.

Os estabelecimentos comerciais considerados essenciais poderão abrir somente entre as 12h e às 18h, de segunda-feira a sábado. No decreto, também consta a proibição da abertura de mercearias, mercados, supermercados e hipermercados aos domingos.

Casos de coronavírus no município

De acordo com informações do boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, Tangará da Serra tem 48 pessoas contaminadas pela Covid-19. Pelo menos 22 casos já foram recuperados, 25 em isolamento domiciliar e um que segue internado em enfermaria.

Ainda conforme a nota, 295 casos já foram descartados e 57 estão em investigação. Dos 48 casos confirmados, 11 foram por transmissão importada, 24 por transmissão local e 13 por transmissão comunitária.

Apesar dos números e da medida a ser adotada no município, o gestor afirmou que Tangará da Serra está em uma situação 'confortável’.

"Estamos em uma medida relativamente confortável, se comparado a outros municípios do estado, inclusive cidades menores que Tangará em população e que já tiveram casos mais graves e com óbitos. Aqui graças a Deus as coisas estão transcorrendo com equilíbrio, mas isso não quer dizer que não vai aumentar os casos. É uma epidemia viral que se propaga paulatinamente. Trabalhamos para que possamos cuidar das pessoas de forma que elas tenham o mínimo de problema possível", completou.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei