Domingo, 19 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Política Segunda-feira, 15 de Abril de 2024, 19:43 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 15 de Abril de 2024, 19h:43 - A | A

LEIS MAIS DURAS

Mendes diz que fará esforços para que pacote anticrime de Buzetti seja aprovado

Medidas, elaboradas pela senadora, preveem que os estados tenham autonomia para legislar sobre questões penais e processuais

VANESSA ARAUJO E CAMILA RIBEIRO
Da Redação/ Do Local

O governador Mauro Mendes (União) declarou nesta segunda-feira (15) que sempre que for a Brasília fará esforços para que o pacote anticrime da senadora Margareth Buzetti (PSD) seja aprovado pelo Congresso. O projeto busca conceder aos estados autonomia para legislar sobre questões penais e processuais, dentre outras medidas.

LEIA MAIS: Mauro volta a defender pacote anticrimes de Buzetti: "nosso dinheiro, nossas regras"

“Todas as vezes que eu for a Brasília, eu vou dedicar um pouquinho do meu tempo para ajudar esse importante projeto da senadora Margareth. Não só no caso das mulheres, que endurecem as penas para o feminicídio, mas principalmente no projeto que visa estabelecer mecanismos que permitam os estados brasileiros também legislar em matéria penal e processual”, afirmou o governador. 

Ao ser questionado sobre a atuação de criminosos que lideram facções de dentro das prisões a partir de celulares contrabandeados e aplicam golpes, o governador classificou a situação como absurda.

“É um absurdo isso falar que um cara está dentro da cadeia, preso e praticando crimes usando celular. […] Nós temos que fazer com que aquele local seja efetivamente um local para que eles possam cumprir a pena dentro da regra legal. Não pode ser uma colônia de férias ou um local de trabalho para continuar praticando crimes cibernéticos que tem acontecido aqui em Mato Grosso, em grande parte do país”, disse o governador. 

Mendes também defendeu penas mais severas para os servidores públicos que facilitarem o acesso de detentos a celulares.

“Inclusive que haja uma forma de nós penalizarmos mais duramente servidores públicos que eventualmente fizerem parte desse tipo de crime ou que permitam ou que facilitem que isso aconteça”, defendeu Mendes.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros