Terça-feira, 16 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,94
libra R$ 5,94

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,94
libra R$ 5,94

Política Segunda-feira, 17 de Outubro de 2022, 16:04 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 17 de Outubro de 2022, 16h:04 - A | A

CORRIDA PRESIDENCIAL

“É hora de virar voto, convencer indecisos", diz Mendes em reunião pró-Bolsonaro com evangélicos

Encontro ocorreu nesta segunda-feira na sede do União Brasil

DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (UB) reuniu, na manhã desta segunda-feira (17), na sede do União Brasil, lideranças evangélicas do Estado e diversos políticos ligados à direita para dialogar sobre o projeto de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). “É hora de virar voto, convencer os indecisos e mostrar que o país precisa continuar no rumo certo”, destacou Mendes, após o encontro.

O grupo do gestor  quer conquistar pelo menos 70% dos votos aqui em Mato Grosso ao “Capitão”.  A estratégia é mirar no voto dos eleitores que optaram pela abstenção no primeiro turno, que ficou em 23,38%.

Em Mato Grosso, Bolsonaro se consolidou como o favorito entre os eleitores, com mais de 59% das urnas do Estado apuradas. Ele teve o voto de mais de 600 mil eleitores em Mato Grosso. Em segundo lugar, ficou Lula, com pouco mais de 350 mil votos.

Para fundamentar a permanência de Bolsonaro no poder, Mauro vem colocando que dar guinada para esquerda é sofrer sérias consquências, como a Venezuela. 

LEIA MAIS: "Não é hora de trocar motorista no meio do atoleiro, senão atola mais", avalia mendes

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros