Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 15h:35

Tamanho do texto A - A+

Suspeito de ter executado professor de Educação Física se apresenta à polícia

Por: LUIS VINICIUS

Edson Padilha Godinho, 57 anos, se apresentou à Polícia Civil na tarde de quinta-feira (12), na cidade de Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá). Ele é suspeito de ter assassinado o professor de Educação Física João Cláudio Lemos, 36 anos, com dois tiros nas costas, em um bar.

edson padilha godinho.jpg

 

Godinho, segundo informações do site Portal Sorriso, tem um mandado de prisão temporária em seu desfavor. Após se apresentar, ele foi ouvido pelo delegado responsável pela investigação. O conteúdo da oitiva, no entanto, não foi revelado pela Polícia Civil.

Após os procedimentos, Edson deverá ser encaminhado ao Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS) para ficar à disposição da Justiça. A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Edson Padilha. Caso, for comprovado a sua autoria do crime, o suspeito deverá ser indiciado por homicídio doloso.

O crime

Testemunhas relataram que antes do crime, a vítima teria discutido com o assassino em uma lanchonete.

Depois do desentendimento, o profissional de educação física teria ido para um bar da região. Pouco tempo depois, o criminoso foi ao local e atirou duas vezes nas costas do professor. Em seguida, o atirador fugiu.

Pessoas que estavam no local, chamaram uma equipe do Corpo de Bombeiros. Os militares encaminharam a vítima ao Hospital Regional de Sorriso (420 km de Cuiabá), mas João não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois de dar entrada na unidade de saúde.

O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

 

Leia mais

 

Professor de Educação Física é executado com tiros nas costas em bar

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas