Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Justiça Quinta-feira, 20 de Outubro de 2016, 14:49 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 20 de Outubro de 2016, 14h:49 - A | A

ELEIÇÃO DISPUTADA

Rui Ramos é eleito novo presidente do Tribunal de Justiça com 16 votos

JESSICA BACHEGA

O desembargador Rui Ramos foi eleito, nesta tarde (20), novo presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Ele obteve 16 dos 29 votos dos membros do Pleno do Poder Judiciário de Mato Grosso.  

 

desembargares marilsen, riu e maria

 Os desembargadores Marilsen Addario, Rui Ramos e Maria Ribeiro

O pleno é composto por 30 cadeiras. No entanto, com a  aposentadoria compulsória do desembargador Evandro Stabile devido a condenação por venda de sentenças, o cargo ainda não foi preenchido, por isso 29 votos.

 

Ramos disputou a eleição contra o desembargador Juvenal Pereira da Silva, que ficou com 13 votos. Apesar de ser o membro mais antigo, que ainda não havia ocupado a presidência do Tribunal de Justiça, Juvenal não conseguiu êxito devido a mudança na legislação interna que trata sobre a eleição do Tribunal Pleno.

 

Com isso, outros membros do Pleno do TJ poderiam disputar o cargo.  “As expectativas são as melhores possíveis em dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito. Tivemos um ano de 2015 muito bom, mas com metas curtas. Temos um trabalho a médio e longo prazo a ser desenvolvido também. Nossas expectativas estão voltadas para a práticas, pois de ideologias e ideias futuristas todo mundo está cansado. Queremos trabalhar diuturnamente de forma simples e eficaz”, disse, emocionado, o novo presidente do TJ.

 

Logo após a votação, o desembargador comentou que é o objetivo de todos que entram na magistratura um dia alcançar o posto de presidente e que recebe a eleição como um desafio a ser superado a cada dia.

 

“É um trabalho que vai nos exigir muito esforço e um desafio no qual acordaremos sabendo que o dia de ontem será bem mais fácil que o dia de hoje. E o dia de amanhã será, efetivamente, mais difícil que o dia de hoje”, declarou.

 

Conforme o desembargador, a meta para os próximos dois anos é continuar o trabalho de aproximação do judiciário com a população e utilizar as ferramentas e conhecimento adquirido até então para atender quem realmente precisa.

 

Outra prioridade citada pelo magistrado é atenção ao juízo de primeira instância “É preciso investir em material humano e equipamentos para proporcionar melhores condições de trabalho aos juízes, principalmente do interior, para que haja um melhor atendimento da população. Os números da corregedoria não mudaram por acaso há um grande empenho para que isso mudasse”, ressalta.

 

Também foi eleita para cargo de vice-presidente a desembargadora Marilsen Andrade Addario. “O trabalho feito é excelente com a restruturação de alguns cargos e temos que trabalhar para agilizar a resolução dos processos que agora estão ganhando a versão digital”, declarou.

 

A desembargadora Maria Aparecida Ribeiro será a futura Corregedoria-Geral da Justiça, assumindo o posto que hoje é de Maria Erotides Kneip. “Fico muito feliz e emocionada por chegar a este posto. É um sonho para qualquer magistrado. E nosso objetivo é trabalhar para superar as metas e esperamos contar com o apoio de todos os magistrados e servidores para que possamos fazer um trabalho sério e célere. Para prestar a jurisdição que se espera do Poder Judiciário”, disse a corregedora eleitoa.

 

“A nossa diretoria fez um trabalho que melhorou sim o Tribunal no ranking nacional, diminuiu o congestionamento e acredito no bom desempenho da diretoria eleita”, disse o presidente do TJ, Paulo da Cunha. No entendimento dele, "As eleições não foram uma disputa, foram escolhas e correu de forma harmônica, pois todos pertencem a um mesmo poder e trabalham para um mesmo proposito que é atender a sociedade”, salientou Cunha.

 

A sessão de posse da nova diretoria será no dia 19 de dezembro e o efetivo exercício do cargo tem início no dia 1º de janeiro de 2017.

 

 

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Álbum de fotos

Alan Cosme/HiperNotícias

Alan Cosme/HiperNotícias

Comente esta notícia

Esmeralda B. Santana 20/10/2016

Parabéns, Desembargador Rui Ramos... O senhor tem o histórico de um grande e irrelevante serviço prestado a este Estado... Agora, pelo amor de tudo o que é mais sagrado nesse mundo, dá uma chacoalhada na Sexta Vara Cível de Cuiabá... Tem processos encalhados lá há mais de seis anos sem nenhuma previsão de desfecho...

positivo
0
negativo
0

manoel germano de campos filho 20/10/2016

Parabéns desembargador Rui Ramos, só posso cumprimenta-lo pela conquista com muita galardia e trabalho. Homem integro que com certeza substituirá a altura Dr. Paulo da Cunha, proporcionando uma justiça que se aplica a todos. Sucesso

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros