Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Justiça Terça-feira, 17 de Maio de 2016, 17:45 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 17 de Maio de 2016, 17h:45 - A | A

MAIS UMA DERROTA

Ministro do STJ nega liberdade a Silval Barbosa, Pedro Nadaf e Rodrigo Barbosa

MAX AGUIAR

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou três habeas corpus que pediam a liberdade do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), de seu filho, o médico, Rodrigo Barbosa, e do ex-secretário da Casa Civil Pedro Nadaf. A decisão tripla partiu do ministro Antônio Saldanha Palheiro, que já havia negado liberdade ao ex-chefe do Executivo, no dia 29 de abril.

 

Reprodução

ministro Antônio Palheiros

 

A íntegra da decisão ainda não foi publicada, porém foram proferidas de maneira provisória, o que abre espaço para a defesa dos três presos recorrerem e tentarem nova decisão na corte. 

 

Os três privados de liberdade estão detidos no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). Todos são investigados da Operação Sodoma, que foi deflagrada pela Polícia Civil para investigar suposto esquema financeiro que nasceu em 2011 dentro do Palácio Paiaguás. O trio estaria exigindo propina de empresários para a concessão de incentivos fiscais e manutenção de contratos com o Estado na gestão comandada por Silval. 

 

Silval e Nadaf estão presos desde setembro de 2015. Eles são investigados de cobrarem propina para concessão de incentivos fiscais a várias empresas, entre elas a Tractor Parks, empresariada pelo senhor João Batista Rosa, que foi o primeiro delator do caso.

 

Em meio aos trabalhos investigativos, novas operações fraudulentas foram descobertas pela Delegacia Fazendária que acabou deflagrando no mês de março mais duas fases da Operação Sodoma. Na segunda fase da Sodoma 2, o único preso foi o filho do ex-governador Silval, Rodrigo Barbosa, que está preso desde o dia 25 de abril. Ele foi delatado pelo ex-secretário de Administração, Pedro Elias, que confirmou que Rodrigo "agia nas sombras e era o principal braço do pai dele".

 

Assessoria

Rodrigo Barbosa

Defesa de Rodrigo Barbosa afirmou que irá ingressar com novo hc no STF

Com a decisão negativa, todos devem continuar presos em Cuiabá. Silval e seu filho no Centro de Custódia e Pedro Nadaf em uma sala especial do Grupo de Operações Especiais (GOE), no bairro Centro América.

 

Outro Lado

 

Por telefone, o advogado Ulisses Rabaneda que representa a defesa de Silval e Rodrigo, disse que já era esperada a decisão negativa do ministro, tendo em vista que o STJ não está dando decisões favoráveis a nenhum preso enquanto o mérito não for julgado em primeira instância. "Eles seguem a súmula e está sendo barrado qualquer tipo de habeas corpus", comentou o advogado que afirmou ingressar com pedido de liberdade ao filho do ex-governador no Supremo Tribunal de Federal.

 

"Vamos ingressar no STF com esse pedido de liberdade ao Rodrigo e aguardar julgamento do hc de Silval que já está sob análise dos ministros", comentou o advogado. 

 

O advogado Alexandre Abreu, que representa a defesa de Nadaf não atendeu os telefonemas.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros