Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 08h:57

Tamanho do texto A - A+

Crescimento de 37,5% no e-commerce brasileiro

Por: REDAÇÃO

Um novo estudo analisou os números do e-commerce no Brasil ao longo de 2019 e concluiu que se está a observar um significativo crescimento no número de lojas online brasileiras. Venha saber mais sobre o que está a acontecer no país e no mundo no que respeita ao comércio online.

O mundo digital está em permanente crescimento e, ao longo dos últimos anos, as mudanças promovidas pelo aparecimento de novas tecnologias têm sido visíveis. A forma como a tecnologia entrou em nossas vidas, mudando a nossa forma de olhar o mundo e de interagir é bem visível.

Recordamos que, na atualidade, se trona quase impossível sair na rua sem ver que as pessoas se ligam cada vez mais nos seus celulares, usando esses dispositivos para comunicar mas também para buscar informações, para fazer uso das redes sociais (como o Facebook ou o Instagram) e ainda para dinamizar ou utilizar as lojas online, onde o consumo se torna cada vez mais intenso.

De fato, as tecnologias também são, hoje, muito procuradas por quem deseja encontrar alternativas ao trabalho comum. Cada vez mais pessoas começam a dedicar o seu tempo a atividades novas, promovidas pelas redes online. Aqui, surgem profissões novas como os jogadores de videojogos profissionais ou os influencers digitais nas redes sociais. Outras pessoas, no entanto, aproveitam apenas para se manter nas suas áreas profissionais e se lançar como freelancers online ou por criar uma loja online, aproveitando as tendências do consumo no século XXI.

O e-commerce está no centro das preferências dos empreendedores brasileiros e é, hoje, uma das alternativas mais procurada por quem quer trabalhar no meio digital. Muitos empreendedores, inclusive, estão aproveitando-se do uso de plataformas e métodos como o Dropshipping para garantirem uma gestão logística mais simples e conseguirem, de forma mais despreocupada, fazer chegar os produtos de suas lojas online até ao cliente. A Oberlo é uma dessas plataformas às quais os novos empreenderores tem recorrido para alavancar seu negócio.

Por outro lado, no Brasil, o perfil do consumidor começa, também, a estar mais ancorado nessas lógicas digitais, notando-se uma maior tendência para comprar online.

As questões relacionadas com o e-commerce no Brasil foram recentemente analisadas. Vale a pena lançar o olhar sobre as estatísticas apresentas para perceber como o comércio online está evoluindo no país. Saiba mais.

O estudo da BigData Corp com a Paypal

Reprodução

Teclado virtual

O mais recente dos estudos realizados sobre o estado do e-commerce no Brasil partiu de uma parceria que juntou a BigData Corp e a Paypal.

Este estudo fez a avalização do perfil do e-commerce brasileiro, tendo concluído que existem, na atualidade, 930 mil sites ativos com lojas online, o que corresponde, segundo os números revelados, a um crescimento de 37,5% desde o último estudo realizado.

Do levantamento das lojas online concluiu-se ainda que as redes sociais são maioritariamente utilizadas por estes espaços, sendo que 65% das lojas contava, além do seu site, com espaços (perfis e páginas) nas redes sociais.

No que diz respeito aos consumidores, foi ainda revelado que a maioria compra online, preferindo fazer as suas compras a partir do celular.

O crescimento das lojas online no Brasil tem sido bastante intenso ao longo dos anos. Segundo especialistas, a busca por novas alternativas de trabalho alia-se, aqui, ao aumento do empreendedorismo, ao potencial das ferramentas digitais e também aos números que têm sido apresentados sobre as tendências de consumo internacionais.

O crescimento do e-commerce no mundo

O crescimento nas lojas online não se verifica apenas no Brasil. Ao redor do globo, embora o faça, por vezes, de forma mais lenta, o crescimento também tem sido visível.

Sobre 2019, verificou-se que o e-commerce internacional teve um crescimento de 4.5% no que diz respeito aos seus lucros, número que atinge, portanto, os 25 030 triliões de dólares.

No que diz respeito ao consumo, números apresentados pelo nosso país irmão, Portugal, indicam que os consumidores estão cada vez mais interessados em comprar online, sendo que 40% dos inquiridos pelo estudo dos Correios de Portugal (CTT) afirmaram mesmo que preferiam fazer as compras na Internet do que em lojas tradicionais.

Um mercado feito de desafios

O crescimento do e-commerce não altera, ainda assim, o facto de estarmos a falar de um mercado altamente saturado e cujo aumento de lojas online está a promover uma concorrência cujas lógicas trazem prementes desafios.

Sobre 2018, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) revelou números algo preocupantes, que indicavam que, embora o crescimento no número de lojas fosse efetivo, o seu índice de falha era de 60% no primeiro ano e aumentava para 80% quando se considerava o primeiro ano e meio de atividade.

Desanimadores, estes números estão ancorados na dificuldade de lançar novas marcas que consigam sobressair das demais e atingir os seus públicos.

A parca permeabilidade do mercado é, no entanto, algo possível de superar com uma atitude positiva e a aplicação das melhores estratégias de e-marketing.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto








Mais Comentadas