Economia Quinta-feira, 01 de Setembro de 2011, 07:26 - A | A

Quinta-feira, 01 de Setembro de 2011, 07h:26 - A | A

CONCORRÊNCIA

Fornecedor vai produzir sandálias e vira concorrente da Havaianas

O objetivo da nova marca é deter fatia de 5% do mercado até o fim do verão, em março de 2012 quando o grupo completará 65 anos

PORTAL UOL

O Grupo Amazonas, maior fabricante de solados para a indústria calçadista, anuncia hoje seu plano estratégico para disputar fatia do segmento de sandálias de borracha, negócio dominado por marcas poderosas, como Havaianas (do Grupo Alpargatas) e Ipanema (da Grendene).

O projeto Amazonas Sandals, o primeiro do grupo destinado ao varejo de calçados, terá a missão de melhorar a rentabilidade da produção.

Enquanto a manufatura de solados oferece rentabilidade bruta de 3,5% a 4%, em média, a produção de um par de sandálias para o varejo terá margem entre 10% e 12%. Isso deve impulsionar o faturamento do grupo em 23% Ðem torno de R$ 85 milhões.

Segundo Hamilcar Pucci, presidente e integrante da terceira geração da família que controla a Amazonas, a decisão de criar uma marca surgiu depois de o grupo abandonar o temor de concorrer com os clientes.

O Grupo Amazonas se consolidou como grande fabricante de sandálias para outras marcas, como Colcci, Calvin Klein e até para a própria Havaianas. O mercado brasileiro produz atualmente 28 milhões de pares por mês.

FIM DO VERÃO

O objetivo da nova marca é deter fatia de 5% do mercado até o fim do verão, em março de 2012 quando o grupo completará 65 anos.

Para isso, a Amazonas reservou capacidade industrial para produzir de 1,5 milhão de pares por mês Ðparte na matriz, em Franca, e parte na unidade de João Pessoa (PB).

O investimento, diz Ariano Novaes, diretor de marketing e responsável pelo projeto, foi de R$ 5 milhões até agora, aplicados ao longo dos últimos quatro anos. O plano agora é fazer novo aporte para o posicionamento de marca, algo como R$ 5 milhões. É uma cifra modesta, reconhece Novaes, mas suficiente para as aspirações iniciais do grupo no varejo.

A Amazonas fará campanha nacional para divulgar sua marca. O objetivo é alcançar consumidores das classes A, B e C, com modelos de sandálias produzidas com borracha reciclada e 100% natural. Esse será o apelo e o foco do projeto de comunicação.

O projeto Amazonas Sandals quer trilhar o caminho aberto pelo Grupo Alpargatas, que transformou o velho chinelo de borracha num produto internacional.

O Grupo Alpargatas foi avisado nesta semana do plano da Amazonas. A empresa e a Grendene não se pronunciaram sobre o surgimento do novo concorrente.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros