Domingo, 21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Cidades Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 19:45 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 19h:45 - A | A

TRÁGEDIA NO BIOMA

Quase 30 bombeiros atuam no combate aos incêndios no Pantanal em Poconé e Cáceres

A ação ainda conta com seis caminhonetes, barcos, pás-carregadeiras, motoniveladora e quadriciclo

JOLISMAR BRUNO

Um total de 29 bombeiros militares atuam no combate as chamas em duas propriedade no Pantanal, em Poconé (104 km de Cuiabá) e Cáceres (217 km de Cuiabá). A ação ainda conta com seis caminhonetes, quatro barcos, duas pás-carregadeiras, uma motoniveladora e um quadriciclo, além do monitoramento remoto com satélites feito pelo Batalhão de Emergências Ambientais, em Cuiabá. O fogo teve início no dia 6 de junho.

Um dos incêndios está na Fazenda Cambarazinho, em Poconé, e o outro está no Porto Conceição, em Cáceres.

LEIA MAIS: equipes do Corpo de Bombeiros já combatem incêndios em duas propriedades do Pantanal de MT

A estiagem severa e a baixa umidade do ar têm contribuído para a propagação das chamas e o Corpo de Bombeiros pede que a população colabore e respeite o período proibitivo.

No Pantanal já está proibido o uso do fogo para manejo e limpeza de áreas na zona rural até 31 de dezembro. Na Amazônia e Cerrado, a proibição começa em 1º de julho e termina em 30 de novembro. Em áreas urbanas, o uso do fogo é proibido durante o ano todo. Os bombeiros orientam que a população denuncie a qualquer indício de incêndio pelos números 193 ou 190.

Nos dois incêndios no Pantanal, o Corpo de Bombeiros faz o combate direto do fogo nos pontos onde há acesso, e constrói aceiros para impedir o avanço das chamas. No Porto Conceição, os Bombeiros contam com o apoio de 17 brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio).

O Batalhão de Emergências Ambientais faz o monitoramento de todos os incêndios florestais do Estado com satélites para orientar as equipes em campo.

FOCOS DE CALOR

Em Mato Grosso, são 55 focos de calor registrados entre segunda e terça-feira, conforme última checagem às 14h, no Programa BDQueimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Deste total, 30 focos se concentram na Amazônia, 15 no Cerrado e 10 no Pantanal. Os dados são do Satélite de Referência (Aqua Tarde).

Importante ressaltar que o foco de calor isolado não representa um incêndio florestal. Entretanto, um incêndio florestal conta com o acúmulo de focos de calor.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros