Terça-feira, 25 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

Cidades Quinta-feira, 01 de Novembro de 2018, 15:13 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 01 de Novembro de 2018, 15h:13 - A | A

RIMADORES DO BUSÃO MT

Artistas criam coletivo para declamar poesias nos ônibus de Cuiabá

KHAYO RIBEIRO

Para alavancar seus projetos de forma independente, um grupo de artistas tem levado poesia aos usuários do transporte coletivo em Cuiabá. O coletivo Rimadores do Busão é composto por cinco membros com projetos artísticos na área do Hip Hop. Entre batidas rápidas e rimas, eles buscam maior visibilidade para a cultura de rua na capital mato-grossense.

 

Reprodução

Rimadores do busão MT

 Roberta Beatriz (RB8), Felipi Lee, Gabriel Lisboa (GL), Lucas Domingues Muzuby e Pacha Ana são os artistas a frente do projeto

A artista responsável pelo primeiro álbum de Rap feminino de Mato Grosso (Omo Oyá) Pacha Ana conta que o dinheiro arrecadado ajuda na compra de materiais para as produções, mas revela que o capital não é o único objetivo da iniciativa: “A gente precisa de recurso financeiro para desenvolver nossos projetos, mas o contato com as pessoas nos ônibus vai além de levantar uma grana, tem a ver com visibilidade e troca também (sic)”.

 

Em atuação há três meses, o coletivo se divide em grupos menores para alcançar uma área maior da capital. Contando com a solidariedade dos motoristas de ônibus, eles traçam rotas que vão desde o bairro CPA até o centro de Cuiabá.

 

Quando questionada a respeito da recepção do público, a cantora Pacha Ana responde que as pessoas costumam ser muito receptivas ao projeto. “Eu acho que somos melhor tratados do que as pessoas que vendem coisas no ônibus. Quando a gente chega, as pessoas estão abertas. Algumas até falam que acompanham nossos trabalhos nas batalhas de poesia”, comenta Pacha.

 

Para o futuro, o coletivo visa difundir a cultura Hip Hop em Cuiabá e em Mato Grosso. “O nosso objetivo, por meio do projeto e das nossas produções, é desmistificar o olhar que as pessoas têm sobre a cultura de rua, mostrar que o Rap não é ruim”, finaliza Pacha.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros