Brasil Terça-feira, 19 de Julho de 2011, 19:50 - A | A

Terça-feira, 19 de Julho de 2011, 19h:50 - A | A

DEMISSÃO

Maggi defende Pagot, mas admite que está na hora dele sair do Dnit

Senador republicano afirma ter indicado Luiz Pagot para presidência do órgão na gestão de Lula

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

 

José Cruz/ABr

 

O senador Blairo Maggi (PR) saiu em defesa do ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutra de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, que teve sua demissão anunciada nesta terça-feira pela ministra Ideli Salvatti. No entanto, reconhece que é chegada a hora de Pago sair do Dnit, pois “perdeu”.

Blairo Maggi descartou ter ligações com o ex-diretor-geral do Dnit. O senador explicou que apenas fez indicação do nome de Luiz Pagot ainda no governo do presidente Lula.

O senador Blairo Maggi esteve na tarde desta terça-feira (19) visitando as obras da Arena Pantanal, juntamente com o governador Silval Barbosa (PMDB) e o presidente da Agecopa, Eder Moraes.

Maggi apontou sua defesa a Pagot quando disse ser “injusto” afastar apenas o ex-diretor. “Se era um colegiado, se tem coisas certas é porque todos acertaram, mas se tem coisas erradas, todos erraram”, enfatizou.

Para Maggi, atuação de Pagot foi importante para o Estado e que obras têm que continuar para que não haja atrasos, mesmo que não tenha outro nome mato-grossense no cargo. “Não podemos parar as obras que já iniciaram”, defendeu.

O senador apontou que não acredita que exista uma espécie de lobby de empreiteiras da região Sudeste para assumir cargo do Dnit. “ Não creio que existe lobby, há muita conspiração daqui e dali. Eu vejo com naturalidade a substituição”, garantiu.

Mais uma vez Maggi descartou interesse em assumir o Ministério de Transporte e afirmou também que não tem a intenção de se fazer novas indicações para a presidente Dilma Rousseff. Ele acredita que ela está no poder e tem autonomia para indicar qualquer nome. 
 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros