Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020, 11h:09

Tamanho do texto A - A+

Inteligência sistêmica aplicada

Por: FARLEY DERLY

Divulgação

Farley Derly

Com base nos conceitos da abordagem sistêmica, estabelecida por uma nova visão - a visão  sistêmica, é possível  construir um  pensamento sistêmico e, a medida que  desenvolver 

uma postura sistêmica, tão logo  pode-se  obter um  posicionamento sistêmico e,  assim,  alcançar a inteligência sistêmica.

Que consiste em aplicar na prática diária uma conduta fundamentada  por este  rico conteúdo, facilitando   amplamente as relações humanas em diversos aspectos.

Manter uma vivência sistêmica,  por meio dos estudos contidos nesta abordagem  é tão dinâmico quanto encantador.

Este "mergulho"  nos permite construir um pensamento sistêmico repleto  de  novos insights, que vem  favorecendo   as lindas descobertas das dinâmicas ocultas, de nosso sistema que no momento oportuno nos são reveladas e vem  criando pontes para a reconciliação,  estreitando e facilitando o acesso para a  mudança de chaves que  nos abrem portas e também algumas janelas para arejar  nossa compreensão, com os bons ventos da paz interior e possibilita sentir  uma suave brisa tão  acolhedora  que nos toca o coração e  a alma!

Certamente, este construtivo e  saudável  movimento faz  cada coisa se acomodar em seu devido  lugar, o que nos  favorece seguir com mais leveza e assertividade. 

A  partir da inclusão, da ordem, do amor ,do pensamento de concordância, da aceitação  que valida tudo como aconteceu e  estando ausente de julgamento.

Por meio desta visão e  dos  pensamentos sistêmicos,  resulta na inteligência sistêmica que  é, sim, possível de ser alcançada quando vivenciamos cotidianamente  as três leis ensinadas  por Bert Hellinger: as leis dos relacionamentos humanos (ordem, pertencimento  e equilíbrio).

As leis  quando aplicadas pela inteligência sistêmica passam a ser uma filosofia de vida, trazendo consigo diretrizes que facilitam todo o processo de compreensão, de aceitação e o  reconhecimento, tanto do nosso lugar, nas relações como do nosso papel, que  é, indiscutivelmente, a ordem natural das coisas.

Dispostos a respeitar a hierarquia, a  incluir os excluídos, a restituir o pertencimento que é um direito de todas as pessoas, sem nenhuma exceção, e ainda  estar receptível  a inserir a prática  da  compensação do que foi recebido e do que é ofertado, estando ambos em estado de  equilíbrio.

Tudo isso pode até parecer ter um tom  poético, mas devo afirmar que é prático viver mantendo a linha de pensamento sistêmico em todos  os nossos relacionamentos: familiar, profissional e  social como um todo.

Meu desejo é que  possamos a cada momento:  conhecer, estudar,  desenvolver,  exercitar  e aplicar  a nossa  inteligência sistêmica.

Se você leu até aqui, curta  ou comente o artigo. Melhorar é nossa meta.

Fica o convite pra conhecer um pouco mais do mundo da Constelação Sistêmica, segundo Bert Hellinger.

 

(*) FARLEY DERLY é Jornalista  e Consteladora. Formação em Constelação Familiar - Instituto OCA. Formação em Constelação com bonecos representativos, atendimento On-line e âncoras de solo - Instituto IAP

Avalie esta matéria: Gostei +7 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto




1 Comentários

Lucélia Leite da Silva - 30/05/2020

Constelação Familiar: uma técnica terapêutica que tem conquistado muitas pessoas, em todo o mundo. Apesar da abordagem bem "econômica" diante de tantos benefícios, conseguiu transmitir com delicadeza uma rica imagem desse horizonte novo que se descortina aos nossos dias. Parabéns Farley! Com certeza a vivência fala por si e eu a recomendo

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA







Mais Comentadas