Artigos Quinta-feira, 21 de Abril de 2011, 20:14 - A | A

Quinta-feira, 21 de Abril de 2011, 20h:14 - A | A

A cultura do calor

Mais do que ser atingido pela singular existência da cultura do calor, é pensar que temos uma falta de cultura do simples gesto de plantar árvores ou até mesmo de usa uma simples sombrinha.

 

Arquivo Pessoal

Esses dias atrás ouvi um amigo me contar uma história muito própria de nossa cidade. Ele, que trabalha num hotel famoso de Cuiabá, me contara que um hóspede veio lhe perguntar no auge de setembro: Como as pessoas vivem aqui? Claro que o meu amigo não soube dizer, somente quem conhece o calor de Cuiabá, não o calor corriqueiro, mas o calor inumano, sabe o que este tal hóspede estava se referindo.

Realmente o calor exacerbado de Cuiabá, beirando os 40 graus à noite, é de enlouquecer qualquer humano.

Mais do que ser atingido pela singular existência da cultura do calor, é pensar que temos uma falta de cultura do simples gesto de plantar árvores ou até mesmo de usar uma simples sombrinha.

Sim... Talvez árvores nos ajudem a enfrentar a dura realidade de termos altos graus celsius que nos deixam a beira da loucura.

Aqui, não tem a cultura das sombrinhas passantes, das grandes praças com chafariz que podem refrescar as nossas almas, não temos nem mesmo a cultura do turismo hinterlândico.

Afinal, quando temos um grande feriado, tão pouco recorrente em nosso país, poderíamos ao menos ir à Nobres, ao Araguaia, ou para qualquer delícia paradisíaca existente em Mato Grosso.

Precisamos nos sensibilizar, observar que o dia de puro enxofre que atinge Cuiabá em tempos de setembro e outubro, nos trará fortes recordações.

Conscientizarmos que, se não houver uma política de governo e da própria população para colaborar com o meio ambiente, estaremos fadados a ir para Saturno.

(*) ALIANA CAMARGO é comunicóloga, documentarista, mestranda do Programa em Estudos de Cultura Contemporânea pela Universidade Federal de Mato Grosso,e repórter de Hipernoticias. E-mail: aliana@hipernoticias.com.br

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros