Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Política Quinta-feira, 20 de Outubro de 2016, 17:08 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 20 de Outubro de 2016, 17h:08 - A | A

AÇÕES CONCENTRADAS

Wilson promete, se eleito, concentrar no gabinete todos pagamentos por 100 dias

DA REDAÇÃO

O candidato a prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), afirmou nesta quinta-feira (20), caso eleito, que nos primeiros 100 dias do seu governo todos os pagamentos da prefeitura serão concentrados no seu gabinete, "Vamos atravessar esse período crítico de forma segura”, acrescentou o tucano.

 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

Wilson Santos

Wilson Santos quer identificar onde pode ser feito mais corte de despesas

Este período, segundo Wilson, é para ele tomar pé da situação. O candidato informou que será realizada uma auditoria, não com o objetivo de buscar irregularidades, mas sim para identificar onde pode cortar mais ainda as despesas.

 

O prefeito Mauro Mendes (PSB), já no final de 2014, prevendo dificuldades devido a crise na economia, iniciou uma reforma na prefeitura reduzindo de 23 para 17 secretarias e, ao longo de 2015, avançou ainda mais nas medidas de contenção de gastos. 

 

“Vou fazer uma auditoria nos contratos e não porque existe alguma suspeita. É porque eu sou um gestor e um dos princípios da administração pública é a economicidade”, explicou, durante entrevista à Rádio CBN.

 

 

“Como gestor quero saber dos contratos, os montantes envolvidos. Vamos discutir com os empresários e quero de 10 por cento a 15 por cento de economia. As finanças precisam ser controladas, vamos montar uma belíssima equipe”, afirmou.

 

Wilson lembrou que no início do seu primeiro mandato na prefeitura, em 2005, pegou a prefeitura com greve na coleta do lixo e com três salários atrasados. Ao final do primeiro ano, numa demonstração de que é um gestor competente, ele não só acertou as contas, mas conseguiu fechar o exercício com um superávit de R$ 50 milhões.

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros