Política Terça-feira, 11 de Maio de 2021, 09:00 - A | A

Terça-feira, 11 de Maio de 2021, 09h:00 - A | A

BASE DE EMANUEL

Vereador garante imparcialidade na condução de CPI dos medicamentos vencidos

RAYNNA NICOLAS
REDAÇÃO

O vereador Marcus Brito Jr. (PV) descartou qualquer parcialidade nas investigações da Comissão Parlamentar de Inquérito que apura o caso dos remédios vencidos no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC). Brito assumiu a relatoria Comissão nesta segunda-feira (10). Com a decisão, a base do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) formou maioria na CPI. 

Reprodução

MARCUS BRITO

 

"A gente tem que acabar com esse sensacionalismo. Base e oposição não existem nesse momento. Temos que trabalhar em prol da sociedade", declarou. 

"Eu vou convocar a oposição para participar, quero fazer uma relatoria compartilhada, já falei isso para o tenente-coronel Paccola. Independente de base ou oposição eu tenho que prestar serviço à sociedade cuiabana e é isso que eu quero fazer com competência. Nós vamos convocar técnicos da área para ajudar a compor essa relatoria", completou. 

Além de Marcus Brito Jr. estão na Comissão o vereador Lilo Pinheiro (PDT), como presidente e o vereador Marcos Paccola (Cidadania), como membro. 

O relator da CPI ainda respondeu questionamentos sobre seu pai, que é ex-procurador-geral de Cuiabá e chegou a ser afastado por suspeita de envolvimento em um esquema na Secretaria Municipal de Educação. Marcus Brito Jr, entretanto, descartou a possibilidade de influência do pai em seu trabalho na Casa de Leis. 

"Eu e meu pai temos caminhadas políticas diferentes. Eu sou do grupo do Faissal, venho fazendo trabalho na Associação Política Jovem, já meu pai é ligado ao Emanuel há mais de 14 anos. Eu nunca participei de administração pública, meu pai tem o trabalho dele e eu tenho o meu e hoje como vereador quero representar bem a sociedade cuiabana", disse. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros