Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Política Quinta-feira, 07 de Abril de 2016, 14:31 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 07 de Abril de 2016, 14h:31 - A | A

CRESCIMENTO RÁPIDO

Prefeito de Rondonópolis acusa PSD de "comprar" filiações por até R$ 300 mil

FERNANDA ESCOUTO

O deputado estadual Max Russi (PSB) cobrou explicações do vice-governador Carlos Fávaro, presidente estadual do PSD, sobre uma suspeita de que representantes da sigla estariam oferecendo pequenas fortunas para "comprar o passe" de vereadores de Rondonópolis (218 km de Cuiabá).

 

Mayke Toscano/Hipernoticias

Max Russi

Deputado Max Russi pediu explicações do vice-governador Carlos Fávaro sobre a suposta compra de filiações ao PSD

Conforme o parlamentar, a denúncia surgiu através de uma conversa em um grupo de WhatsApp, o "GW100". Max afirma que, neste grupo, o prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz (PPS) fala que Renancildo Soares França, assessor de Fávaro conhecido como "Cotia", estaria negociando a compra de filiações.

 

“O Percival colocou no grupo de WhatsApp "GW100" que estavam comprando o passe de vereadores em Rondonópolis, dez parcelas de R$ 30 mil ou R$ 60 mil de entrada e R$ 200 mil depois. Ele acusou formalmente no grupo o assessor do vice-governador, conhecido como "Cotia", que estaria negociando a compra. Essa conversa se tornou pública dentro de um grupo que mais de 100 pessoas participam [...]Diante disso, quero explicações”, disse o deputado na tribuna da Assembleia Legislativa.

 

No último mês, o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) fez duras críticas ao PSD pela forma como a sigla vem atraindo novos membros.

 

“Esses partidos que são amontoados, isso é ajuntamento. O que eu tenho ouvido no interior do estado é um absurdo, isso é um crime grave contra a democracia. Estão 'estuprando' o pessoal com promessas, ameaças, todo tipo de negócio, para conseguir filiação”, disse Bezerra.

 

Após o fim do prazo da janela partidária, 15 prefeitos migraram para o PSD, que agora conta com o número de 51 prefeituras em todo o estado. Cinco vice-prefeitos também se filiaram à sigla. As mudanças também afetaram a Assembleia Legislativa, que possui no momento seis deputados no partido de Fávaro, formando a maior bancada da Casa de Leis.

 

À época, o deputado estadual José Domingos Fraga (PSD) rebateu Bezerra, afirmando que “quem conhece o peemedebista não leva em consideração o que ele diz”. Fraga disse que as filiações se devem, principalmente, à forma de liderança exercida pelo presidente do PSD, Carlos Fávaro.

 

“Essa forma simples que ele trabalha, ouvindo mais que falando, sendo democrático, acessível, agrega. Sem contar que ele está ao lado do governador e isso gera mais confiança aos filiados, que enxergam nele um porto seguro”.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros