Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 10h:01

Tamanho do texto A - A+

Pico da pandemia "era uma morte anunciada" em MT, diz prefeito

Por: WELLYNGTON SOUZA

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que a região Centro-Oeste do Brasil é o novo epicentro da Covid-19. Mato Grosso é indicado como o estado em situação mais delicada. À CNN, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou nesta sexta-feira (10) que o resultado do estudo "era uma morte anunciada".

Alan Cosme/HiperNoticias

cemitério bom jesus

 

"É uma notícia já esperada, principalmente em relação a Mato Grosso e à interiorização do vírus, que eu já vinha anunciando há muito tempo", declarou ele, que assegurou estar mencionando essas possibilidades há, pelo menos, 45 dias.

Pinheiro ainda acrescentou que não foram preparados leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes da doença no interior do estado e que, por isso, a população tem migrado para a Capital em busca de atendimento.

"Com essa desestruturação no interior, o vírus vem interiorizando com força e velocidade muito grande, principalmente em uma situação já previamente anunciada para o Centro-Oeste brasileiro", completou.

O prefeito ainda disse não ter dúvidas de que essa migração esta sobrecarregando o sistema de saúde da Capital. "Tenho muita certeza de que não é muito diferente da rede privada e estadual", afirmou, acrescentando que a prefeitura deve entregar mais 20 leitos de UTI na próxima semana.

Por fim, Pinheiro pediu conscientização para "não sobrecarregar nem demonizar" Cuiabá e criticou decisões focadas em fechar a capital enquanto liberam cidades do interior do estado. "É injusto querer trancar a população cuiabana em casa e abrir o estado inteiro. Tenho lutado muito contra isso", finalizou. Cuiabá tem quase 7,3 mil casos confirmados e 426 mortes pela Covid-19. (Com informações da CNN)

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei