Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Política Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 16:53 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 16h:53 - A | A

SEM FIDELIDADE

Janaina descarta apoio a Kennedy, mas nega racha no MDB: "tudo certo na casa"

A secretária-geral do MDB em Mato Grosso manteve o apoio ao presidente da AL, Eduardo Botelho, filiado ao União Brasil

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

A secretária-geral do MDB em Mato Grosso, Janaina Riva (MDB), afirmou que não há chances de apoiar a pré-candidatura à Prefeitura de Cuiabá do empresário Domingos Kennedy (MDB) e se manteve ao lado da chapa do presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (União Brasil). Segundo Janaina, o diretório municipal não pode exigir fidelidade aos membros do diretório estadual, muito menos aos que ocupam a executiva do partido. Kennedy é visto como "sucessor" do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), figura rechaçada por Janaina. 

Para evitar a ideia de racha na sigla, a secretária-geral garantiu estar "tudo certo na casa" e justificou que o compromisso com Eduardo Botelho está firmado desde 2023 quando o colega de AL começou a trabalhar sua pré-candidatura. 

"Não existe essa possibilidade. Acho que o Botelho está mais preparado para isso, está se preparando há muito tempo, saiu na frente e é um empresário bem-sucedido. Ele é um parlamentar e um político bem-sucedido e acredito muito no preparo dele para enfretar essa eleição", falou Janaina Riva à imprensa no último sábado (6). 

LEIA MAIS: Botelho espera ter "prioridade" na disputa pelo apoio do PSDB entre Lúdio e Kennedy

Emanuel Pinheiro força a manutenção da sua influência no diretório municipal, mesmo diante das tentativas do grupo do presidente estadual do MDB, Carlos Bezerra, tentar limitá-lo. Uma das provas é a projeção de Kennedy ao Alencastro. Janaina é contrária a uma candidatura própria do partido e negou a premissa de fidelidade. 

"Não tem fidelidade. Fidelidade é da estadual e não da municipal. No caso da municipal, não tem fidelidade com a estadual. Gostaríamos que pudesse ser diferente, mas não tivemos êxito. A municipal e estadual tem liberdade. Tá tudo certo dentro de casa (sic)", finalizou Riva.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros