Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,59
euro R$ 6,07
libra R$ 6,07

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,59
euro R$ 6,07
libra R$ 6,07

Política Sexta-feira, 22 de Julho de 2022, 16:31 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 22 de Julho de 2022, 16h:31 - A | A

ELEIÇÕES 2022

Elizeu Nascimento descarta palanque aberto ao Senado considerando “constrangedor”

Segundo o deputado, o fato de o deputado federal Neri Geller (PP) fechar aliança com a Federação do PT, PV e PCdoB também contribuiu para que outro cenário político fosse proposto

EVELYN RIBEIRO
Da Redação

O deputado estadual Elizeu Nascimento (PL) afirmou, nesta quinta-feira (21), que não acredita no palanque aberto com os candidatos ao Senado em Mato Grosso e considerou a situação como constrangedora. A ideia vem sendo defendida pelo governador Mauro Mendes (União Brasil) como forma de trabalhar mais possibilidades entre diferentes partidos. 

“A convenção vai consolidar uma chapa e lá não tem a opção de colocar na ata a composição de três nomes para senador. Eu vejo que isso [palanque aberto] não irá se consolidar, até porque existe uma coligação legal que é exigida pelo Tribunal Superior Eleitoral, e tudo caminha para que seja a chapa presidente Bolsonaro, governador Mauro Mendes e senador Wellington Fagundes. Esse palanque misturando Lula e Bolsonaro fica até constrangedor”, disse o deputado.

Para o parlamentar, o fato de o deputado federal Neri Geller (PP) fechar aliança com a Federação do PT, PV e PCdoB também contribuiu para que outro cenário político fosse proposto. “O outro candidato pretenso a senador, que fazia parte e estava junto do governo, que é o deputado Neri, tomou já sua decisão -  buscando outro caminho, inclusive, publicando foto com o ex-presidiário e ex-presidente Lula. Essa escolha tem que ser respeitada. O Neri é um grande trabalhador e tenho um carinho muito grande pelo trabalho que ele faz como deputado federal”. 

Em entrevista à rádio CBN Cuiabá nesta quarta-feira (20), Mendes reforçou o interesse em trabalhar palanque aberto entre os pré-candidatos Natasha Slhessarenko (PSB), Wellington Fagundes (PL) e Neri Geller (PP), mas disse que até momento nenhuma decisão foi tomada e que a prioridade era definir se seria ou não candidato à reeleição ao governo.  

"Não tomamos ainda nenhuma decisão sobre quem será senador pela nossa chapa. Primeiro, eu tinha que decidir sobre a minha candidatura. Quem escolhe o senador não é o governador, mas os mato-grossenses”, destacou Mauro Mendes.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros