Quinta-feira, 18 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,48
euro R$ 6,00
libra R$ 6,00

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,48
euro R$ 6,00
libra R$ 6,00

Política Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 09:15 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 09h:15 - A | A

PLENÁRIO TEM PRESSA

AL vota PEC que antecipa escolha da Mesa e amplia número de deputados nesta terça-feira

É o último prazo para discussão das pautas a tempo dos parlamentares que ocuparão as cadeiras da executiva serem escolhidos antes do recesso

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que antecipa a votação da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (ALMT) e a ampliação do número de deputados estaduais para o próximo mandato serão discutidas na sessão ordinária desta terça-feira (9). Os deputados estaduais têm pressa, uma vez que é o último prazo para deliberar as pautas antes do recesso parlamentar, adiantado para segunda-feira (15). Colhendo os votos, haverá tempo para escolher os nomes que irão compor a Mesa na sessão desta quarta-feira (10).  

LEIA MAIS: Antecipar votação da Mesa evita atritos que refletiriam nas municipais, diz Janaina

As eleições municipais motivaram a antecipação. Os partidos contam com os deputados nas majoritárias como cabos eleitorais e articuladores políticos, demandando que se afastem um pouco da AL para apoiarem o pleito. Além disso, neste ano, quatro parlamentares irão se licenciar do Legislativo para concorrer como pré-candidatos a prefeituras, desfalcando o plenário.

Com a saída do presidente da AL, Eduardo Botelho (União Brasil) e Lúdio Cabral (PT), que rivaliam o Executivo municipal em Cuiabá; Thiago Silva (MDB) e Cláudio Ferreira (PL), adversários em Rondonópolis (a 212 km da Capital), houve o pedido para que a votação sobre a mesa fosse promovida antes que a campanha se aproximasse, abrindo espaço para que os titulares dos mandatos participassem das discussões. 

O grupo da vice-presidente, Janaina Riva (MDB), é o principal interessado para que a PEC seja votada nesta terça-feira (9). Janaina briga pela primeira-secretaria com o vice-líder do governo, Beto Dois a Um (União Brasil). Eles disputam o apoio de 22 deputados, uma vez que Botelho e Max Russi (PSB), sucessor à presidência da Casa, sinalizaram que não manifestarão o voto. Por enquanto, Janaina tem a maioria e trabalha para manter a liderança, tentando emplacar a PEC com urgência para que Beto não consiga ultrapassá-la. 

A rivalidade entre Janaina e Beto provocou o líder do governo, Dilmar Dal Bosco (União Brasil), a ventilar o seu nome como possível terceira via. Contrário ao desentendimento entre os deputados, Dilmar afirmou que se a briga persistir, ele irá "bagunçar" ainda mais os bastidores da AL, disputando o espaço.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros