Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 10h:39

Tamanho do texto A - A+

Polícia encontra ossada que pode ser de travesti desaparecida

Por: DA REDAÇÃO

A Polícia Civil investiga a identidade da ossada encontrada no final da tarde de quinta-feira (9) no município de Santo Antônio de Leverger (35 km de Cuiabá). A suspeita é de que os restos mortais seja da travesti José Mário Bastos Lima, de 37 anos, conhecida como "Mary", que está desaparecida desde janeiro deste ano. 

travesti mary.jpeg

 A travesti José Mário Bastos Lima, conhecida como "Mary"

A ossada foi encontrada após a equipe da Delegacia da Polícia Civil de Santo Antônio receber uma denúncia anônima sobre a localização de ossos humanos na estrada que de acesso à região do Engenho Velho.

No ponto indicado, a ossada foi encontrada às margens da estrada. A Polícia Civil acionou a Perícia Ténica no local para os procedimentos de praxe de identificação da vítima.

A identidade só poderá ser confirmada após a conclusão dos laudos periciais emitidos pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), que fará o confronto de DNA ou de ossada dentária para chegar à identificação da vítima.

Desaparecimento

Mary está desaparecida desde o dia 08 de janeiro deste ano, quando saiu do seu trabalho, em uma pizzaria da cidade. O desaparecimento é investigado em inquérito policial instaurado na Delegacia de Santo Antônio de Leverger e os trabalhos contam com o apoio do Núcleo de Pessoas Desaparecidas da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

No entanto, na manhã de sexta-feira (9), Mari foi procurada por um amigo, mas não foi encontrada na casa e também não apareceu no serviço. O celular e as roupas dela também ficaram no imóvel onde morava.

Amigos de Mari também têm compartilhado nas redes sociais pedidos de ajuda para encontrá-la.

A travesti é do Maranhão, mas se mudou para Mato Grosso há quase 10 anos. Ela morava sozinha.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas