Quinta-Feira, 04 de Maio de 2017, 15h:30

Tamanho do texto A - A+

Homem joga ex-namorada de carro em movimento por não aceitar fim de namoro

Por: JESSICA BACHEGA

A Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) realizou nesta quinta-feira (4) a Operação Hemera que prendeu Onésimo José de Santana, 58 anos, acusado de matar a ex-namorada, Denise Pazinato, 54 anos, em outubro do ano passado. Ele obrigou a mulher a entrar em seu carro e a empurrou para fora do veículo em movimento. A vítima morreu após passar 30 dias internada em um hospital de Cuiabá.

 

DHPP

onezimo santana/dhpp

 Onésimo foi preso sete meses após ter matado a ex-namorada

A delegada Juliana Palhares conduziu as investigações e esteve a frente a Operação que pendeu Santana, em sua casa, no bairro Bosque da Saúde, em cumprimento ao mandado de prisão expedido pela juíza Ana Graziela Corrêa, da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar da Capital. Ele deve passar por audiência ainda nesta tarde e ser encaminhado para a unidade prisional.

 

Conforme as investigações, apesar do rompimento do namoro o homem continuava assediando a ex-namorada. Ele mandava flores e presentes de forma anônima, mas a jovem sabia que era ele o remetente e comentava com os colegas de trabalho que tinha medo o ex.

 

"Ela trabalhava em uma farmácia e chegou a comentar com os colegas de trabalho que se algo acontecesse com ela ele seria o responsável. Tanto que ela sempre voltava para casa acompanhada pela farmacêutica do local. No entanto, nesse dia ela voltava sozinha porque a colega precisou sair mais cedo”, contou a policial.

 

O crime

 

A mulher morava perto do trabalho e seguia  a pé para casa, no dia 28 de outubro do ano passado, quando foi abordada pelo acusado que estava em um carro modelo Onix, alugado.  Durante a abordagem o casal passou a discutir e a gritar na rua. Fato que foi confirmado por pessoas que passavam pelo local e foram ouvidas pela delegada.

 

DHPP

onezimo santana/dhpp

Onésimo foi preso no bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá

Em determinado momento da discussão, o homem obrigou a vítima a entrar no carro e passou a circular pela cidade e a certa altura do trajeto ele a jogou para fora do carro ainda em movimento. Na queda, a vítima bateu a cabeça no asfalto e foi internada em estado grave. Vindo a morrer no dia 29 de novembro daquele ano.

 

“Durante as investigações ele foi ouvido e contou  que eles tinham sido assaltados e que os assaltantes tinham obrigado o casal a entrar no carro e que um deles empurrou a vítima. Depois descobrimos que ele simulou o roubo, que na verdade, ele mesmo que estava com o carro que era locado e empurrou a ex-namorada”, relata Palhares.

 

Após a prisão o homem continuou afirmando que não tinha abordado e jovem e alegando inocência. “Ele diz que gostava muito dela e que queria voltar. Que nunca a agrediu”, frisa a delegada.

 

Antes do crime a jovem não tinha registrado nenhuma queixa na polícia contra o companheiro. O homem tem duas passagem : uma por receptação e outra por extorsão mediante sequestro.

 

Agora, Onésimo irá passar por audiência de custódia e deverá responder processo por feminicídio, com várias qualificações, sendo uma delas o motivo torpe, ou seja, não deu chances da vítima se defender. 

 

A Operação

 

Hemera  é uma deusa grega que simboliza a luz do dia. A Operação leva  o nome da deusa por trazer a verdade á tona e jogar luz sobre a verdadeira versão dos fatos, que desmente a história contada pelo acusado.

 

 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto