Polícia Terça-feira, 06 de Outubro de 2020, 09:23 - A | A

Terça-feira, 06 de Outubro de 2020, 09h:23 - A | A

CONEXÃO PANTANEIRA

Dois homens morrem durante operação da Polícia Federal em aeroporto

LUIS VINICIUS

Dois criminosos, ainda não identificados, morreram durante um confronto com policiais federais, na manhã desta terça-feira (6), durante a operação Conexão Pantaneira, contra tráfico internacional de drogas. As mortes ocorreram no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Duas pessoas foram presas em Cuiabá durante a ação policial.

Imagem da Internet

vira copos

 

LEIA MAIS: Polícia Federal deflagra operação em Cuiabá e duas pessoas são presas

A Polícia Federal não deu detalhes de como as mortes ocorreram. Os homens mortos tinham mandado de prisão em seu desfavor e durante o cumprimento, eles reagiram e morreram.

Em Cuiabá, dois mandados de prisão e outras diversas ordens de busca foram cumpridas. Os nomes dos envolvidos, no entanto não foram revelados.

Os presos na capital mato-grossense são suspeitos de pertencerem a uma organização criminosa.

A organização criminosa é composta por brasileiros, que eram os responsáveis pelo fornecimento de cocaína que seria exportada para a Europa. Além disso, o grupo aliciava funcionários do aeroporto para que interferissem a favor da quadrilha nas atividades de logística do terminal.

As investigações começaram em fevereiro, com a apreensão, na área restrita de segurança do terminal, de 58 quilos de cocaína antes do embarque.

Depois do flagrante, a Polícia Federal mapeou a rede criminosa, identificando as respectivas lideranças, as pessoas com quem se relacionaram e o processo empregado na exportação de grande quantidades de cocaína, a partir do aeroporto, com destino ao continente europeu. A quadrilha também operava para ocultar o lucro obtido com a prática criminosa.

Ainda segundo a investigação, entre os funcionários e ex-funcionários terceirizados do aeroporto que atuam com a quadrilha estão vigilantes, operadores de tratores, coordenadores de tráfego, motoristas de viaturas, auxiliares de rampa, operadores de equipamentos e funcionários de empresas fornecedoras de refeições a tripulantes e passageiros, que eram os responsáveis pelo esquema de embarque das drogas nas aeronaves com destino ao exterior.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros