Nó De Cachorro Terça-feira, 13 de Setembro de 2011, 19:15 - A | A

Terça-feira, 13 de Setembro de 2011, 19h:15 - A | A

Unilateral

O governador Silval Barbosa e todas as pessoas do seu círculo íntimo político não autorizaram nem concordaram com a decisão do presidente da Agecopa, Ego Morales, de colocar seu desafeto Carlos Brito em férias forçadas. A decisão, garantem fontes palacianas de tal círculo íntimo, sequer foi cogitada ao governador. A propósito, a ordem de Silval a Ego, antes de viajar, na segunda, foi literalmente "não faça mais nada sobre esse assunto até eu voltar e conversar com o Carlos Brito". Pelo jeito, Ego gosta de subordinar os outros, mas não se subordina a quem realmente tem o poder outorgado pelo voto popular: sua Excelência, o Governador do Estado. Por outro lado, os comentários no próprio Palácio Paiaguás são os seguintes: "Para quem queria demitir sumariamente o Brito e só conseguiu dar-lhe férias forçadas, ainda assim por conta e risco próprios, Ego está descobrindo que na prática manda muito menos do que ambiciona". Sábios esses corredoes palacianos!

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros