Mundo Sexta-feira, 12 de Agosto de 2011, 11:36 - A | A

Sexta-feira, 12 de Agosto de 2011, 11h:36 - A | A

PREPARAÇÃO

Noruega quer preparar população para lidar com atentados

Primeiro-ministro diz que país deve estar preparado para incidentes similares no futuro

PORTAL R7

O primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, disse nesta sexta-feira (12) que uma comissão deve preparar o povo noruguês para lidar com atentados como os que aconteceram no dia 22 de julho, em Oslo, provocando a morte de 77 pessoas. - A comissão vai realizar uma avaliação e uma revisão independentes e amplas para que a sociedade norueguesa fique mais preparada para evitar e enfrentar eventuais ataques no futuro.

 O primeiro-ministro disse também que para isso acontecer deve-se esclarecer "todos os aspectos relevantes da tragédia, pôr os fatos sobre a mesa, de forma honesta e transparente", para que aumente a segurança e não voltem a ocorrer incidentes similares. - Propostas sobre as medidas que são consideradas necessárias para o país se preparar melhor no futuro devem ser apresentadas nessa comissão. Para que nós possamos seguir em frente como nação. Não se tratará, no entanto, de uma comissão de investigação, já que sua tarefa não será "analisar a tomada de decisões individuais" durante os fatos, esclareceu a jurista.

Também foi anunciado hoje que a jurista encarregada para dirigir a comissão será Alexandra Bech Gjoerv.

Resultados da comissão será entregue ano que vem

O relatório final da "Comissão 22 de julho", como foi chamada, deverá ser entregue a Stoltenberg em 10 de agosto de 2012. O mandato e a composição da comissão, cuja criação tinha sido anunciada por Stoltenberg no último dia 27, contam com o apoio dos outros dois grupos da coalizão de Governo - o Partido do Centro e o Partido Socialista de Esquerda -, assim como de liberais, democratas-cristãos e conservadores.

O ultranacionalista Partido do Progresso, segunda força parlamentar, pediu um tempo para decidir se apoia a iniciativa, revelou Soltenberg, que agradeceu o apoio dos outros grupos da oposição.

A intenção inicial do Governo era colocar à frente da comissão o magistrado do Tribunal Supremo Aage Thor Falkanger, mas a oposição o convenceu a escolher outra pessoa por medo de uma questão de incompatibilidade caso o processo penal contra o fundamentalista cristão e ultradireitista Anders Behring Breivik, autor do massacre, chegue ao Supremo.

No duplo atentado realizado por Breivik, 77 pessoas morreram, oito delas pela explosão de um carro-bomba no complexo governamental de Oslo e as outras 69 no tiroteio no acampamento de jovens na ilha de Utoeya, a 40 quilômetros de Oslo.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros