Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Mundo Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 18:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 18h:00 - A | A

Incêndio em prédio de trabalhadores estrangeiros no Kuwait deixa 49 mortos

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

Ao menos 49 pessoas morreram em um incêndio que atingiu na última quarta-feira, 12, um prédio residencial de seis andares que abrigava trabalhadores estrangeiros, na cidade de Mangaf, no sul do Kuwait. O proprietário do prédio foi detido e será investigado por negligência. As informações são da CNN.

Em entrevista à televisão estatal do país, o general Eid Rashed, do departamento forense criminal da polícia, disse que o número de vítimas fatais pode aumentar e que 11 pessoas estão sendo tratadas em hospitais. As autoridades identificaram três corpos até o momento, mas não informaram se notificaram suas famílias, diz a emissora americana.

A CNN aponta que, de acordo com um oficial do corpo de bombeiros, o grande número de andares e corredores de fuga dificultaram o deslocamento dos moradores, que acabaram morrendo asfixiados. Segundo informações do Ministério das Relações Exteriores da Índia, havia indianos entre as vítimas fatais; o primeiro-ministro do país, Narendra Modi, chamou o incêndio de "acidente" e descreveu-o como "entristecedor".

Ainda segundo a CNN, Modi também instruiu o seu governo a "estender toda a assistência possível" às autoridades do Kuwait. O ministro das Relações Exteriores da Índia irá para o Kuwait supervisionar pessoalmente os esforços de socorro e repatriar cidadãos indianos falecidos. O embaixador da Índia no Kuwait, Adarsh Swaika, visitou vários feridos no hospital e no local do incêndio.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros