Mundo Terça-feira, 28 de Junho de 2011, 17:14 - A | A

Terça-feira, 28 de Junho de 2011, 17h:14 - A | A

SOB ATAQUES

Atiradores e homens-bomba atacam Hotel Intercontinental de Cabul

Polícia troca tiros com militantes em um dos hotéis mais popular entre estrangeiros na capital afegã; há ao menos dez mortos

IG

Um hotel popular entre estrangeiros na capital afegã, Cabul, está sob ataque de militantes, anunciou a polícia nesta terça-feira. Segundo uma fonte ouvida pela BBC, as forças de segurança estão trocando tiros com até seis homens armados que entraram no Hotel Intercontinental. Segundo a BBC, há ao menos dez mortos.

O chefe de investigações criminais da capital afegã, Mohamad Zahir, que os fundamentalistas invadiram o estabelecimento por volta das 22h locais (16h30 de Brasília). Hóspedes disseram à BBC que o cenário é de caos e pânico, e que foram aconselhados a não abrir suas portas.

Um hóspede disse à Associated Press que o ataque começou quando muitas pessoas jantavam. Ele disse que pulou uma janela no primeiro andar para escapar dos atiradores. "Corri com minha família", disse o homem identificado como Jawid. "Houve disparos, e o restaurante estava cheio de hóspedes."

Há informações de que três homens-bomba detonaram seus explosivos no portão principal do hotel, no segundo andar e na parte de trás do estabelecimento. O Intercontinental, um dos hotéis mais conhecidos e prestigiados de Cabul, conta com um forte esquema de segurança. Foi inaugurado em 1969 e encontra-se em uma colina com vista para a cidade.

Um jornalista da AFP perto do local afirmou ter ouvido pelo menos uma explosão e intensos tiroteios. Ele afirmou que o hotel está agora às escuras após um aparente corte da energia elétrica na região. Um forte dispositivo policial foi mobilizado no local do ataque, que foi fechado ao tráfego, disse.

A fonte ouvida pela BBC disse: "Achamos que seis suicidas conseguiram entrar no hotel, e estamos combatendo um grupo muito organizado de homens-bomba."

Segundo autoridades afegãs, um grupo de governadores do país se reunia no local no momento do ataque. Uma autoridade de inteligência afirmou: "Nossas informações iniciais indicam ao menos dez mortos. Um dos militantes conseguiu subir no teto do hotel. Não há eletricidade. Estamos cobrindo uma grande área dentro e ao redor do hotel. Mas temos muitos hóspedes nos quartos que queremos proteger."

O porta voz da milícia islâmica do Taleban, Zabiullah Mujahid, reivindicou a autoria do ataque em telefonemas às agências de notícias.

Cabul estava estável em meses recentes, apesar de a violência ter aumentado em todo o país após a morte do líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, no Paquistão em 2 de maio e do início da "ofensiva da primavera" do Taleban. Em janeiro de 2008, militantes invadiram o hotel mais luxuoso da capital, o Serena, e deixaram oito mortos, incluindo um americano, um norueguês e uma filipina.

O ataque ocorre poucos dias depois de o presidente americano, Barack Obama, anunciar um plano para a retirada de militares dos EUA do Afeganistão. Dez mil soldados devem deixar o país asiático até o fim deste ano, e outros 23 mil deverão sair até setembro de 2012.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros