Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Justiça Sábado, 25 de Junho de 2016, 11:48 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sábado, 25 de Junho de 2016, 11h:48 - A | A

DECISÃO

TJ aumenta multa para servidores penitenciários em greve

RAYANE ALVES

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) emitiu uma nova decisão na sexta-feira (24) confirmando ilegal a greve dos servidores dos agentes penitenciários de Mato Grosso. A decisão foi assinada pelo magistrado Alberto Ferreira de Souza.

 

Reprodução

tj

 

No documento, a multa foi aumentada para R$ 200 mil ao presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários (Sindpen), João Batista, caso as atividades não sejam retomadas.

 

Além disso, caso aconteça algum fato dentro das unidades prisionais a responsabilidade ficará sobre o sindicato.

 

" A multa deverá ser paga pelo presidente do Sindicato e caso não seja cumprida, poderá responder por crime de desobediência e será responsável por qualquer instabilidade ocasionada no presídio e a sociedade mato-grossense", diz decisão.

 

Na decisão, o magistrado escreveu que a decisão anterior vem sendo descumprida, colocando a ordem pública em risco. Ele argumenta que a população carcerária tem direitos de receber visitas dos familiares e inclusive alimentos.

 

Mesmo assim, os agentes decidiram manter a greve. No mesmo documento, outras 10 categorias que são ligadas a segurança também foram consideradas ilegais.

 

GREVE

Os trabalhadores pedem o pagamento integral da Revisão Geral Anual (RGA) de 11,28%. Além dos agentes, funcionários de outros setores do funcionalismo público também continuam de 'cruzaram os braços' desde o último dia 31.

 

Na contrapartida, o governo alegou não ter dinheiro para conceder a revisão para este ano, sob alegação da crise financeira, e que tem intenções de manter o pagamento dos salários em dias.

Reprodução

tj

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros