Domingo, 16 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Esportes Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 20:45 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 20h:45 - A | A

Leila Pereira pede adiamento de depoimento e presidente da CPI da Manipulação detona 'pipocada'

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

A presidente do Palmeiras pediu adiamento e agora terá de prestar depoimento na CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas, em Brasília, via convocação da Polícia Federal. Ao menos é o que garante o presidente da CPI, o senador Jorge Kajuru (PSB-GO), após a dirigente não ter dado uma "justificativa" para faltar nesta quarta-feira.

Kajuru não poupou críticas à mandatária palmeirense a acusou-a de "pipocar." "A presidente do Palmeiras, que foi convocada, pipocou de última hora, alegou que não poderia vir. Então, agora eu vou convocá-la. Ela vem por amor ou por dor", disse Kajuru em seu programa na Rádio BandNews de Goiânia.

"Afinal de contas, ela xingou o (John) Textor (dono da SAF do Botafogo) de todos os nomes, de falastrão, outros adjetivos, e foi ofendida também pelo Textor, que declarou que o Palmeiras foi campeão comprando arbitragens. Só que, até agora, não tem provas disso. Por isso, a Leila não deveria pipocar. Como não veio, virá agora por bem ou por mal", completou o senador.

A dirigente palmeirense e o presidente do São Paulo, Julio Casares, além de José Perdiz, e Ronaldo Piacente, presidente e procurador-geral do STJD, respectivamente, eram os nomes "convidados" para prestar esclarecimento ao senado nesta quarta.

O motivo dos depoimentos são as acusações de manipulação no Campeonato Brasileiro de 2023 alegadas por John Textor, dono da SAF do Botafogo, que apresentou alguns documentos na CPI desconfiando de algumas partidas na edição passada, entre elas a goleada por 5 a 0 do Palmeiras sobre o São Paulo.

Assim que Textor começou a questionar a lisura da edição passada do Brasileirão, Leila Pereira chegou a insultá-lo, dizendo que "este senhor é um idiota." Entrevistada no Roda Viva, a dirigente ainda acusou o dirigente rival de ter "ficado louco" ao perder o campeonato com virada por 4 a 3 no Engenhão.

Depois de Textor ir ao Senado e mostrar um estudo que apontou algumas irregularidades no Brasileirão, Leila Pereira foi convidada a depor como testemunha. Por causa de "compromissos profissionais", ela deve ser intimada a falar no começo de junho.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros