Domingo, 19 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Cuiabanália Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 09:51 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 09h:51 - A | A

VIVA A CULTURA

Exposição na Casa Cuiabana reúne obras de fotógrafos com deficiência de Mato Grosso

Projeto Impulso foi viabilizado com recursos do edital do Governo do Estado, que também promove a peça “Guerra do Paraguai”

REDAÇÃO

A exposição “Impulso: fotografia que inspira, inclusão que transforma" está em cartaz no Centro Cultural Casa Cuiabana de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, até o dia 31 de maio. Viabilizada com recursos do edital Viver Cultura da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), a mostra reúne obras selecionadas em concurso destinado a fotógrafos com deficiência residentes em Mato Grosso. A entrada é gratuita.

"Essa é uma exposição que celebra o protagonismo de pessoas com deficiência através da arte fotográfica, da resiliência e da inclusão. Nestas obras, encontramos mais do que imagens capturadas; encontramos histórias de coragem, determinação e superação”, comenta Lilian Barbon, uma das curadoras da exposição.

Com obras dos fotógrafos Ana Beatriz, Camila Cristina e Franscisvaldo Gonçalves, a exposição Impulso é composta por 20 obras que abordam temas diversos como natureza, amor, arte, cidade e vida animal.

“Amo fotografias e sempre tive vergonha por ser uma pessoa com deficiência. Essa iniciativa me deixou mais aberto e confiante em mim mesmo. É como um divisor de águas. Quero continuar este trabalho que para mim significa mais que umas fotografias. Eu vejo o mundo com a alma e a fotografia representa isso, no meu mundo”, relata Francisvaldo Gonçalves, um dos fotógrafos que participa da exposição.

Para o idealizador e diretor geral do projeto, Lu Oliari, as imagens refletem a essência dos artistas que compõem a exposição. “O mais importante é demonstrar que todas as pessoas são capazes de contar histórias incríveis pela fotografia, independente do seu nível técnico ou equipamento que possua”, destaca.

As instituições de ensino ou grupos que desejam realizar visitas guiadas, poderão realizar o agendamento com o produtor do projeto, Pedro Magalhães, pelo telefone (65) 9 8405 9683 ou pelo e-mail [email protected]. (Com informações da Assessoria)

Mais Viver Cultura: peça “Guerra do Paraguai”

O edital Viver Cultura promove também o espetáculo teatral “Guerra do Paraguai”, que estreia nesta terça-feira (14.05), às 19h, em Rondonópolis. Inspirada no maior conflito armado da história da América Latina, a peça é realizada em formato de teatro de rua, buscando aproximar e fomentar o acesso gratuito do público ao teatro.

A primeira apresentação acontece no saguão do bloco da Psicologia na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). Estarão em cena integrantes do grupo Patologia Cênica e ex-integrantes do Coletivo CorpoAnu, ambos do município.

O elenco revive momentos desde a morte do governador da província de Mato Grosso na prisão do Paraguai até a perseguição e morte de Francisco Solano Lopes ao longo de cinco anos de conflitos, que contaram com a união do Brasil, da Argentina e do Uruguai. Segundo historiadores, a Guerra do Paraguai matou entre 300 mil e 450 mil pessoas dos quatro países. (Com informações da Assessoria)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros