Copa Pantanal Sexta-feira, 06 de Maio de 2011, 16:41 - A | A

Sexta-feira, 06 de Maio de 2011, 16h:41 - A | A

PROVISÓRIO

Três construtoras habilitadas para erguer 'puxadinho'

Na segunda-feira Governo do Estado anuncia quem vai ganhar licitação

DA REDAÇÃO

Arquivo
Depois de construído o "puxadinho", começam obras do novo terminal
Três construtoras foram habilitadas pela Infraero no pregão eletrônico realizado na quinta-feira (5) para fornecimento e instalação de módulo operacional (MOP) no Aeroporto Marechal Rondon Cuiabá/Várzea Grande. Foram habilitadas EngeGlobal Construções, Eurobravin  Comércio e Serviços e Ghimel Construções e Empreendimentos. Agora a Infraero fará análise das propostas e deve anunciar, de forma oficial, a vencedora a partir da próxima segunda-feira (9).

O secretário-extraordinário de Logística Intermodal de Transportes (Selit), Francisco Vuolo, após reunião com o superintendente de Obras da Infraero, Ricardo Ferreira, disse que é o primeiro processo licitatório da Infraero que cumpre o cronograma. Se a empresa que ficou em primeiro lugar não conseguir cumprir os termos do contrato poderá ser substituída por outra sem precisar de novo pregão.

Daí o fato de três empresas serem habilitadas e dá a certeza que o MOP vai estar concluído dentro do prazo estabelecido, que é dezembro, ou antes. A realização do pregão faz parte do convênio acordado entre o Governo do Estado e a Infraero.

A partir da divulgação do resultado da empresa vencedora, a Infraero abre o prazo de cinco dias para que as empresas possam recorrer. Cumprindo essa etapa a Infraero homologa o resultado e emite a ordem de serviço. A vencedora terá o prazo de 150 dias para execução da obra.

O MOP a ser instalado terá duas esteiras, dois novos acessos que irão integrar o terminal. Vuolo lembra que a localização do MOP passou por alteração para não interferir na construção da parte definitiva. Esse MOP só será desmontado depois de concluída as obras de ampliação, previstas para 2013. Francisco Vuolo destaca que o MOP vai melhorar o embarque e desembarque no Marechal Rondon até a solução definitiva.

Com o cumprimento do calendário, Vuolo destaca que a decisão do governador Silval Barbosa de definir a construção do Aeroporto Marechal Rondon como prioridade vem dando resultado. O convênio assinado prevê a conclusão do projeto básico que está sendo feito pela empresa Globo Engenharia – contratada pela própria Infraero – que deverá ficar pronto até setembro.

Depois disso, em outro estágio, o Governo de Mato Grosso assume o projeto, lançando o edital de concorrência pública. Após a ocorrência de todos os prazos formais, até março de 2012, acontece o início das obras. Segundo Vuolo, a construção deve demorar um ano e meio (dezoito meses) e deve ficar pronto em dezembro de 2013, prazo suficiente para a Copa do Mundo 2014. (Com Assessoria)

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros