Sexta-feira, 17 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,13
euro R$ 5,58
libra R$ 5,58

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,13
euro R$ 5,58
libra R$ 5,58

Cidades Quarta-feira, 10 de Agosto de 2016, 07:55 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 10 de Agosto de 2016, 07h:55 - A | A

FEBRE DO MOMENTO

Polícia Militar faz alerta para jogadores de Pokemón Go evitarem acidentes

MAX AGUIAR

O setor de comunicação da Polícia Militar lançou um alerta nas redes sociais aos adeptos do aplicativo Pokemón Go, lançado semana passada no Brasil, mas que já é febre em quase todo o mundo. Além dos diversos acidentes, ocorrências criminais e até mortes, a PM acredita que alguns dados informados na instalação do jogo pode ajudar na criminalidade. 

 

 

PMMT

POLÍCIA MILITAR

 

Segundo o alerta, quando o jogador começa a capturar os bichos virtuais, eles precisam informar a localização exata e dados que indicam escolas, local de trabalho e endereço da residência, o que pode facilitar o crime para pessoas má intencionadas.

 

No comunicado, também é lembrado para que as pessoas não entrem em qualquer lugar na caça dos Pokémons.

 

Segundo o alerta, quem está "caçando os pokemóns" pode, mesmo sem intenção, invadir uma propriedade privada, assim como ser atraída por criminosos para um assalto. Em Cuiabá, vários pontos da cidade como shoppings, rodoviárias e restaurante e até Batalhão do Exército são identificados no aplicativo como ponto de circulação dos bichos virtuais.

 

Apesar de não ter nenhum registro de roubo, morte ou furto por conta do Pokemón em Cuiabá, o alerta está feito por parte da polícia. Outro destaque feito por empresas de energia é que os caçadores não invadam área que possuem rede de alta tensão e nem beira-rio, o que pode levar a vários tipos de acidentes. 

 

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros