Cidades Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011, 19:00 - A | A

Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011, 19h:00 - A | A

QUEM MATOU AURO IDA?

Execução de jornalista caminha para o 'rol dos insolúveis'

Hoje completa dois meses da morte de Auro Ida e até agora ninguém foi preso e as investigações seguem em sigilo

DA REDAÇÃO

 

imagem da internet

Jornalista foi morto no dia 21 de julho e dois meses depois Polícia Civil se mantém em segredo
Após dois meses da morte do jornalista Auro Ida, 53 anos, ninguém foi preso e não se sabe como estão as investigações da execução, pois o caso corre em segredo de justiça. O jornalista foi morto no dia 21 de julho, com seis tiros, no bairro Jardim Fortaleza, periferia de Cuiabá.

No dia 11 de agosto, a juíza da 1ª Vara Criminal da Capital, Mônica Perri, decretou o sigilo nas apurações da morte do jornalista, que são realizadas pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP).

À época o delegado titular da DHPP, Antônio Carlos Garcia de Matos, informou que o pedido de sigilo foi feito pela Polícia Civil para não atrapalhar as investigações. “São muitas especulações sobre a morte do jornalista publicadas em sites, jornais e Tvs da Capital.”

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil e por meio de assessoria. A informação é de que os trabalhos de apuração prosseguem. “As investigações continuam, nem durante a greve não pararam. Ainda não é possível tornar público” apontou a assessoria.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor), Téo Meneses, disse que a classe continua aguardando noticias a respeito de quem matou e também do mandante do crime.

Para Téo Meneses, com a decretação do sigilo os acessos às informações a respeito do andamento das investigações ficaram mais difíceis. “Isso é muito estranho (sigilo). Se a Polícia Civil diz que foi crime passional, por que todo esse mistério?”, indaga o jornalista.

A viúva do jornalista, Eliane da Rocha Ida, disse que também não tem nenhuma informação sobre a execução.

“É um mistério total. Eu não sei se já descobriram e não nos falaram nada ou se realmente ainda não se chegou a nenhum nome. Fui informada que por esses dias vão anunciar. Assim como a imprensa quer saber, eu também estou louca para saber”, argumentou Eliane, que disse também que ficou 20 anos casada com Auro.

Marcos Raimundo/HiperNoticias

DIFICULDADES

O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT), e as lideranças da categoria estão vendendo rifas com o intuito de ajudar a família do jornalista.

Eliane Ida explicou que o objetivo da rifa é para ajudar algumas despesas que ficaram pendentes. “Eu sou a esposa legítima, então as dívidas dele está chegando tudo para mim. Eu trabalho, mas com meu salário eu não conseguiria saldar as dívidas, então o sindicato está nos dando uma força. Eu trabalho, mas o meu salário não dá para arcar com todas as dívidas”, explicou.

A rifa custa R$ 10 e vai ser sorteado um ar Split Air, 12 mil BTUs. O sorteio vai acontecer no dia 10 de outubro, às 20 horas, na sede do sindicato dos jornalistas, avenida Mato Grosso, 167, sala 2, Centro Norte. (Colaborou Hérica Teixeira)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros