Cidades Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011, 07:30 - A | A

Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011, 07h:30 - A | A

MERCADO INFORMAL

Camelôs e Prefeitura se reúnem para apresentar proposta ao MP

Associação e sindicato dos ambulantes fizeram uma lista com 175 nomes para apresentar ao promotor Gerson Barbosa

Mayke Toscano/Hipernotícias

Associação e Sindicato dos Camelôs se reúnem com Prefeitura de Cuiabá para apresentar proposta ao Ministério Público e notificação para retirada dos ambulantes já está no Executivo

Camelôs e Prefeitura de Cuiabá se reúnem nesta quinta-feira (22) para formular proposta e apresentar lista de ambulantes ao promotor Gerson Barbosa do Ministério Público Estadual. Barbosa conseguiu ordem de retirada dos ambulantes das principais ruas e avenidas do centro da Capital.

Na segunda-feira (19), uma outra reunião de portas fechadas na Secretaria de Meio Ambiente e Assuntos Fundiários (Smaaf) de Cuiabá, já sinalizou uma proposta que será enviada ao MP. O secretário da Smaaf, Eldo Leite Gattas Orro, que recebeu a deteminação da Justiça no dia 16 de setembro, junto com os vereadores Misael Galvão (PR) e Pastor Washington (PRB,) ficaram com a responsabilidade de formular o documento.

O objetivo da Associação dos Camelôs e Sindicato dos Camelôs, é apresentar uma solução para o promotor Gerson Barbosa do Ministério Público uma lista com 175 nomes de ambulantes para serem organizados em algum local  da cidade.

A primeira proposta apresentada foi a permanência dos ambulantes que moram em Cuiabá no locais em que estão, principalmente nas ruas 13 de Junho e Praça Ipiranga. Porém, o promotor não aceitou.

A segunda proposta, que será apresentada nesta quinta-feira pelos ambulantes, é adequar a rua Antônio João, paralela à  13 de Junho, e também no calçadão da Antônio Maria, além de um projeto futuro que é revitalizar o espaço do Mercado Municipal e integrar os camelôs naquele espaço.

O vereador por Cuiabá Pastor Washington, disse que os esforços são para regularizar os trabalhadores, que muitas vezes estão desempregados. “Essas propostas são provisórias e o promotor Gerson Barbosa se comprometeu a analisar com carinho. Depois deve ser dado um destino para os ambulantes”, frisou.

VAGAS

A Associação dos Camelôs e Vendedores de Cuiabá e o Sindicato dos Camelôs tiveram que dividir a quantidade de pessoas que integrariam a lista, já que as duas entidades representam vários ambulantes da Capital.

Aparecida Ribeiro de Olivera da Associação dos Camelôs disse que a maior preocupação é quem vai integrar a lista. “Ficou muita gente de fora, só da Associação ficaram mais de 120 pessoas”, avalia.

Mesmo com a lista apresentada somente com o aval do promotor é que Associação e Sindicato vão saber o destino dos ambulantes.

PROBLEMA ANTIGO

Os problemas com remanejamento e determinação da retirada dos ambulantes é antiga em Cuiabá. Durante os dois primeiros anos de gestão do então prefeito Dante Martins de Oliveira, entre 93 e 94, a cidade era tomada pelos ambulantes.

Na época, Dante de Oliveira se elegeu governador do Estado e quem tomou posse foi coronel Meirelles (95/96). Em sua gestão, os ambulantes foram transferidos para o atual Shopping dos Camelôs, onde um box pode valer cerca de R$ 80 mil.

Depois foram proliferando locais que reúnem ambulantes, o que causa uma série de problemas fiscais já que o mercado informal não paga impostos à Prefeitura sobre os produtos vendidos.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

jucimeire 30/09/2011

não pago imposto para prefeitura pq n me deram um alvará provisório, mas pago o governo. sou MI pago imposto sim, só não tenho onde trabalhar. posso provar que muitos colegas tbm pagam esse imposto.

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros